Curiosidades

Vamos ver um alinhamento planetário super raro que não é visto em 800 anos

0

Todos os anos, acontecem milhares de eventos astronômicos, como as fases da lua, chuvas de meteoro, eclipses, ocultações, oposições, conjunções e outros eventos interessantes. Alguns eventos que acontecem pode ser vistos a olho nu, outros apenas com a ajuda de telescópios.

Esse ano, os observadores de estrelas terão um presente de natal especial. Isso porque, Júpiter e Saturno vão ficar mais perto um do outro, no céu noturno da Terra, do que já estiveram em quase 800 anos.

Essa sincronização celestial está em andamento desde o começo do ano, já que Júpiter e Saturno estão se aproximando no céu noturno. E entre os dias 16 e 25 de dezembro os dois planetas vão estar separados apenas por 1/5 do diâmetro de uma lua cheia.

Alinhamento

Por mais que os planetas não estejam fisicamente próximos um do outro, eles se parecerão como um único ponto de luz brilhante para qualquer um que olhe para o céu noturno.

“Alinhamentos entre esses dois planetas são bastante raros, ocorrendo uma vez a cada 20 anos ou mais. Mas esta conjunção é excepcionalmente rara por causa da proximidade dos planetas. Você teria que voltar até pouco antes do amanhecer de 4 de março de 1226 para ver um alinhamento mais próximo entre esses objetos visíveis no céu noturno”, disse o astrônomo, Patrick Hartigan, da Rice University.

Para conseguir uma melhor experiência em ver esse fenômeno, é preciso estar em algum lugar perto do equador. No entanto, se o céu estiver limpo, o alinhamento dos planetas deve ser visível de qualquer lugar da Terra.

Planetas

Segundo os astrônomos, os dois planetas vão aparecer no céu noturno por aproximadamente uma hora depois do por do sol todas as noites. Então, se você quiser ver se consegue avistar esse fenômeno terá que apontar o telescópio para oeste.

“Na noite de maior aproximação em 21 de dezembro, eles se parecerão com um planeta duplo, separados por apenas 1/5 do diâmetro da lua cheia. Para a maioria dos observadores do telescópio, cada planeta e várias de suas maiores luas serão visíveis no mesmo campo de visão naquela noite”, disse Hartigan.

“Quanto mais ao norte estiver um observador, menos tempo eles terão para ter um vislumbre da conjunção antes que os planetas afundem abaixo do horizonte”, continuou.

Júpiter e Saturno vão estar brilhantes o suficiente no céu para que sejam visíveis no crepúsculo, que pode ser a melhor hora para tentar dar uma olhada, caso o observador esteja nos EUA.

Esse tipo de alinhamento não aconteceu desde a Idade Média, mas ele irá acontecer novamente em breve. Ele acontecerá de novo em março de 2080. Depois disso, os dois planetas não vão ficar tão próximos no céu noturno da Terra até 2400.

Homem descobriu vermes parasitas se contorcendo dentro do seu estômago em um ultrassom

Matéria anterior

Internautas especulam que Maradona previa a própria morte em mensagens enviadas a Pelé

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar