CuriosidadesEntretenimentoHistória

Versão estendida: as capas de seus álbuns favoritos ampliadas e atualizadas

0

Com a distribuição digital de música e o padrão cada vez mais fast food ao qual a música pop é sujeita, há pouco lugar para coisas como capas de álbuns psicodélicas e artes originais, clássicas em capas de álbuns de artistas como Jimi Hendrix, Pink Floyd, Black Sabbath, Led Zeppelin e outros. Ao contrário, cada vez elas parecem capas de filmes e somente mostram o artista do produto, o que diminui muito essa forma de arte bastante específica e querida.

Afinal, quem já deu uma analisada na coleção de vinis dos pais ou avôs com certeza sabe como é a sensação de encontrar desenhos incríveis, mentalmente provocantes, que incrementam e complementam as músicas e até definem a forma como você ouve uma banda ou cantor. Afinal, o que seria do Pink Floyd sem o seu prisma de “Dark Side of The Moon”? Indo na contramão à tendência, separamos aqui ilustrações com uma ideia contrária: expandir as capas, fazendo-as dizer ainda mais do que já dizem e combinando com seu conteúdo lírico. Confira aqui algumas ideias:

Justin Bieber – “My World”, 2010

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-8

The Beatles – “Abbey Road”, 1969

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-7

Nirvana – “Nevermind”, 1991

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-6

Adele – “19”, 2008

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-5

Blur – “Parklife”, 1994

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-4

Bruce Springsteen – “Born in the U.S.A.”, 1984

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-3

Fatboy Slim – “Why Try Harder”, 2006

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-2

Michael Jackson – “Off the Wall”, 1979

the-bigger-picture-famous-album-cover-art-aptitude-1

Por que levantar o dedo do meio é considerado ofensivo?

Matéria anterior

Por que as vezes sentimos dor no peito ao respirar?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar