Zona Escura na Groenlândia está se tornando um problema para todo o mundo

POR Jesus Galvão    EM Mundo Afora      12/04/18 às 15h43

A zona escura é uma faixa de gelo que está derretendo rapidamente na Groenlândia. Novas pesquisas têm mostrado que ela estaria derretendo mais rápido do que deveria. A faixa de gelo tem cerca de 400 quilômetros de comprimento e cerca de 100 quilômetros de largura. Esse derretimento está ficando claramente visível nas imagens de satélite.

Todo esse derretimento tem impacto direto sobre o aumento do nível do mar, o que aumenta os riscos de grandes cidades costeiras em todo mundo sofrerem uma inundação. Superficialmente, os cientistas acreditam que a área de sombra na camada de gelo seja constituída por uma mistura de poeira e fuligem.

O derretimento

Em 2014, pesquisadores atribuíram o derretimento a detritos minerais e microbianos na superfície do gelo. O Centro Norueguês de Águas Hidratadas do Ártico, Meio Ambiente e Clima (CAGE) em um novo estudo confirmaram o problema.

"O que mostramos é que a Zona Negra é coberta por uma fina camada finamente de poeira e carbono, que fornece nutrição para algas de cor escura. Essa é a principal causa do escurecimento", explicou o glaciólogo do CAGE, Alun Hubbard.

A água, provinda do derretimento, contribui para o crescimento das algas. Dessa forma, cria-se um mecanismo que se auto-alimenta, acelerando o processo de derretimento. Atualmente os níveis globais do mar estão subindo cerca de 3 milímetros por ano. Porém, esses números podem mudar. E o derretimento na Groenlândia pode contribuir fortemente para isso.

Além do crescimento das algas, e conforme a zona escura aumenta, os tons mais escuros absorvem mais calor do sol, o que acelera o processo de derretimento. A fuligem em consequência dos incêndios florestais e outros processos de combustão também exercem grande contribuição para a formação da zona escura. Cerca de 73% das mudanças na capacidade do gelo em refletir os raios solares. Consequentemente contribuindo para o derretimento.

Os pesquisadores do CAGE observaram que serão necessárias mais pesquisas para mensurar a extensão dos efeitos do derretimento e sobre o crescimento das algas. Mas, afirmam que o problema está longe de ser um problema penas da Groenlândia, uma vez que isso afetará o mundo todo.

Então pessoal, o que acharam da matéria?  Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Via   Science Alert     Rede Agora  
Imagens Wikimedia
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+