10 pratos "deliciosos" de outros países que vão te fazer perder a fome

POR Eduardo Coelho    EM Mundo Animal      28/08/15 às 10h35

"A boca foi feita pra comer, comida foi feita pra comer!" É o que a gente diz, imaginando com a voz do garotinho que viralizou na internet com a célebre frase. Mas de fato, a comida é uma daquelas coisas que transcendem todas as fronteiras culturais.

Todo mundo come, e um dos maiores gestos de boa vontade em direção a outra pessoa está em compartilhar a sua comida com eles. Mas, tanto quanto todos nós amamos experimentar novos pratos, a maioria das pessoas se recusam a ideia de simplesmente mastigar os miúdos de um animal, até mesmo suas fezes e cuspi-lo de volta para o prato, afim de que a saliva recheie e dê aquela 'sustância', ou quem sabe um saboroso e afrodisíaco drink preparado com o sangue de uma serpente.

Achou bizarro? Então se você está comendo alguma coisa agora, simplesmente pare imediatamente e leia essa matéria:

10. Perdiz do Ártico

Rock-Ptarmigan-flight-Perdiz-nival-Alpensneeuwhoen-Lagopus-muta-Svalbard

As perdizes são pássaros que vivem no Ártico e são como uma espécie de versão mais graciosa de uma galinha, que consegue suportar temperaturas extremas e rigorosas. Um prato típico que os esquimós adoram degustar. Eles são categóricos quando se trata da ave. Aproveitam todas as partes dela, inclusive as fezes. Um dos usos mais populares para os Ptarmigans na culinária das regiões geladas do Canadá e do Alasca, consiste em comer comer pedaços de sua pele, mastigá-los e cuspi-los de volta, de modo que a saliva extra, preencha a tigela de comida.

 9. Jumiles

A cada novembro de famílias em todo Taxco, no México, se reúnem para uma das festas gastronômicas mais importantes do ano. Nessa festa um dos principais pratos apresentados é o Jumile, que são esses verdes insetos do vídeo, de aspecto bizarro, mas que são extremamente crocantes, sendo considerados como um legítimo deleite culinário no sudoeste mexicano. Enfim, existe gosto para tudo mesmo, quando se trata de paladar, não?!

8. Shiokara

Para os ocidentais leigos como nós, os pratos que mais remetem à cultura japonesa são o sushi e o sashimi. Mas a infinidade gastronômica do país, vai além de qualquer conceito superficial que eventualmente tenhamos. Afinal, você já ouviu falar do shiokara? Shiokara é um preparado de frutos do mar que são servidos em suas próprias entranhas, só que em uma versão fermentada. O resultado final é uma espécie de prato irregular de aspecto borrachoso de gosto picante, em vários tons de bege, dependendo do animal que for usado para fazer o prato. A versão mais comum é ika-no shiokara, que é feita a partir de lula, embora existam dezenas de diferentes variedades.

7. Sangue de Cobra

Em Jacarta, na Indonésia, é extremamente comum o manuseio de animais exóticos para a ingestão de seres humanos. Até ai tudo bem, mas um dos pratos mais 'next level', dessa categoria é o 'shake medicinal de sangue de serpente'. Os  fornecedores, que ficam em banquinhas a céu aberto,  mantém o corpo da serpente de cabeça para baixo e aperta até a última gota de sangue vermelho brilhante dela, diretamente em um copo. E o tempo todo fica discorrendo e conversando sobre os inúmeros benefícios para a saúde da bebida com propriedades afrodisíacas.

6. Bodog

Mesmo no século 21, a Mongólia mantém uma forte cultura nômade que ainda pratica os costumes de seus antepassados. E um hábito que para nós pode ser extremamente comum, que é o churrasco, para eles a execução é feita de outra maneira, que parece saída diretamente da idade média. O bodog é um prato realizado, cozinhando a carne de cabra, só que dentro da própria pele do animal. Um processo complexo e que denotam horas de preparo e cozimento.

5. Suco de Sapo

O Peru é um dos países mais tradicionais da América do Sul, dotado de uma gastronomia completamente maluca. O país tem como um dos pratos mais exóticos, pertinentes aos paladares peruanos, um suco de sapo. Em Lima mesmo, na própria capital do país, é comum você como visitante, ser abordado pelos comerciantes, lhe oferecendo um suco de sapo, que é batido diretamente com pitadas de ervas aromáticas e mel. A bebida é um popular revigorante natural e é tida como afrodisíaca.

4. Biscoitos de Vespa

No início de 2015, algumas fotos começaram a circular na Internet, mostrando um biscoito regado a vespas mortas. assadas junto com pedaços de chocolate. E acreditem, isso estava longe de ser uma mera farsa do qual a internet está recheada. Trata-se de um prato típico dos japoneses. (mais um, hein?!)

3. Pratos à base de pênis

De acordo com um velho ditado chinês: "Eles vão comer qualquer coisa com quatro pernas, exceto uma mesa, e nosso dinheiro é sobre as criaturas de seis e de oito patas, também." Parece realmente pertinente à culinária do país, não? No entanto, mesmo na China, alguns pratos são considerados uma raridade. O Restaurante Guolizhuang teve um momento particularmente difícil de ser concebido em seus pratos, na boca e no coração dos cidadãos de Pequim por boas razões: Eles estão todos feitos do pênis de animais.

Quando você pedir um prato como "A Essência do Buda de Ouro", "Flores de lótus com 1.000 Camadas", ou "Dragão na Chama do Desejo", saiba que respectivamente  você está pedindo: um pênis de boi, um pênis de burro, ou um pênis de iaque. Fique ligado!

2. Vinho de Cobra

Se você viajar em qualquer lugar no Sudeste Asiático, há uma boa chance que você vai tropeçar em uma garrafa de vinho de cobra em algum ponto. Encontrado em todos os lugares da cidade de Ho Chi Minh City para Hong Kong, o vinho de cobra vem de uma longa tradição de medicina holística. Diz-se que a cobra infunde o licor com propriedades curativas que podem tratar qualquer doença relacionada a problemas de pele, além das condições para a formação da artrose e artrite. Acredita-se que o efeito medicinal que vem do veneno da cobra escoa para o vinho e acaba produzindo esse verdadeiramente elixir sagrado.

1. Ovos Cozidos de Meninos Virgens

Ok, você já deve imaginar pelo pouco que viu aqui, que a culinária oriental não é lá a mais normal de todas. Quem conhece os excelentes pratos mais tradicionais, como o sushi, sashimi, yakisoba, jamais levaria em consideração as outras bizarrices pertinentes ao povo que vê o sol nascer primeiro.

Mas e se eu falar para vocês que eles conseguiram 'se superar' completamente, no quesito excentricidade culinário? Pois é o que ocorre em uma província chinesa chamada Dongyang, na China. Quando a primavera chega, é realizada uma caça aos ovos, e a região pode ser vista completamente lotada de baldes contendo um líquido amarelado cozinhando ovos ao ar livre. Adivinhem só do que se trata a bebida líquida ao qual eles usam para 'curtir' os ovos em ebulição? Isso mesmo, urina, mas é urina de criança. Eles recolhem nas próprias escolas, urinas dos garotos da região. O prato que se chama "Ovos de Meninos Virgens" é uma tradição milenar da dinastia Dongyang e não se sabe até hoje, como, nem porque dos seus usos. O fato é que após o preparo que pode durar horas seguidas, o prato é comercializado pelo dobro do preço de um ovo cozido normal.

Leitor da Fatos, você sabe que adoramos te presentear com essas excentricidades mundiais. Mas qual vocês acharam que foi a mais 'pesada' e que te faria perder o seu almoço ao se deparar com ela?

Eduardo Coelho
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+