CuriosidadesMundo Afora

20 proibições absurdas de alguns países

0

Cada país tem sua cultura e uma forma particular de ver o mundo. Acontece, no entanto, que algumas nações acabam exagerando nessa “particularidade” e fazem coisas absurdas – pelo menos aos olhos de quem está vendo a situação de fora – para manter seu ponto de vista sobre a forma pela qual seus governantes acreditam que as pessoas devem viver.

Na lista abaixo você vai conferir alguns desses exageros e conhecer as coisas mais absurdas que foram proibidas por alguns países. Acompanhe:

1. Vídeo games:

1

Em 2002, a China proibiu o uso dos consoles para que jovens e crianças não perdessem tempo ou resistissem a começar a trabalhar cedo.

2. Roupas de emo:

2

Na Rússia, há alguns anos, o governo decidiu que as roupas de emo estavam proibidas, a fim de reduzir o suicídio entre os jovens. Isso porque as pessoas que se vestiam dessa forma eram as que mais se matavam no país.

3. Cortes de cabelo ocidentais:

3

Rabos de cavalo e cabelos pontudos foram simplesmente banidos do Irã, a fim de evitar a “ocidentalização” de seus habitantes.

4. Dia dos Namorados:

4

Na Arábia Saudita, a comemoração do Dia dos Namorados foi nacionalmente suspensa por ser considerada uma violação às crenças muçulmanas. A restrição proíbe a venda de qualquer coisa na cor vermelha durante a data para evitar que os moradores enviem presentes aos seus amados.

5. Reencarnação sem consentimento prévio:

5

Apesar do tom hilário, o governo chinês realmente baixou essa proibição. Aliás, essa foi uma tentativa de controlar os budistas tibetanos, que vivam falando sobre a necessidade da conversão.

6. Alimentos enriquecidos:

6

Na Dinamarca, devido ao receio de consumir muitas vitaminas, foi proibida a entrada de muitos produtos populares, como Ovomaltine e alguns cereais.

7. Scrabble:

7

Na década de 80, o presidente Nicolae Ceausescu proibiu a venda das palavras cruzadas de tabuleiro e justificou sua decisão dizendo que se tratava de um jogo “excessivamente intelectual” e um “mal destruidor”…

8. Alguns nomes para bebês:

8

Na Dinamarca também estão suspensos alguns nomes. Há um catálogo, com cerca 24 mil nomes aprovados para os pais escolherem algum deles para o recém-nascido. No entanto, caso queiram um diferente, eles precisam pedir permissão do governo.

9. Roupas amarelas:

9

Em 2011, na Malásia, ficou decretado pelo governo a ilegalidade da cor amarela em quaisquer vestimentas. Isso porque essa era a cor oficial de um grupo de ativistas.

10. Flor Jasmin:

10

A entrada da flor foi suspensa da China por motivos históricos. Isso porque a Revolução de Jasmim, entre os anos de 2010 e 2011, na Tunísia; incentivou o aparecimento de manifestações entre os chineses. Assim, o governo decidiu cortar o mal pela raiz.

11. Celulares:

11

Durante a gestão de Fidel Castro, apenas os funcionários de altos cargos do governo podiam utilizar os aparelhos. A população do país foi terminantemente proibida de ter acesso à tecnologia.

12. Chicletes:

12

Desde 1992, a importação das gomas de mascar em Singapura foi proibida. De acordo com as autoridades, o objetivo da decisão foi manter os locais públicos limpos.

13. Manequins:

13

A proibição do Irã, claro, não é da existência de manequins nas lojas de roupas. O país, no entanto, exige que os manequins femininos estejam vestidos com um hijab ou véu (como é chamado aqui no Brasil), em honra a religião muçulmana, dominante no país.

14. Sacos plásticos:

14

Em 2002, o governo de Bangladesh proibiu o uso de sacos plásticos. A França, a Tanzânia e o México seguiram os passos, a fim de evitar a poluição do meio ambiente.

15. Mulheres no volante:

15

Na Arábia Saudita, o governo não chegou a proibir que as mulheres dirijam, mas as licenças femininas simplesmente não são emitidas.

16. Ketchup:

16

Em 2011, a França proibiu a venda de Ketchup nos refeitórios das escolas. A intensão, conforme o governo, foi preservar a culinária francesa.

17. Palmadas:

17

Na Suécia, criança nenhuma pode levar uns tapinhas, nem mesmo dos pais.

18. Andadores para bebê:

18

No Canadá, os famosos andadores usados pelos bebês, quando começam a andar; foram abolidos em 2004. Isso porque estudos apontaram que as crianças que foram ensinados a andar com o auxílio desses suportes, tinham um desenvolvimento motor atrasado.

19. Viagem no tempo:

19

Se você estiver planejando viajar no tempo e dar uma passadinha na China, desista. Esse tipo de coisa por lá é proibida. Aparentemente, a proibição acontece devido a forma fútil como alguns programas de TV e filmes incorporavam as viagens no tempo.

20. McDonald’s:

20

Na Bolívia, a rede não é proibida de atuar, mas a rejeição do público aos seus lanches durante o curto período da franquia por lá, obrigou o fechamento das lojas. Hoje a Bolívia é o único país latino-americano sem o fast-food.

Por que borrachas comuns apagam lápis, mas não caneta?

Matéria anterior

Para vencer discussão, mulher sai com 98 homens

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications