4 coisas que todo mundo precisa saber antes de se bronzear

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      21/08/15 às 19h12

A pele bronzeada é um fator de beleza principalmente para a mulher brasileira, como exemplo de aparência saudável. No entanto, os dermatologistas afirmam que não tem nada a ver com a saúde.

Ela pode acelerar o envelhecimento da pele e a probabilidade de ter câncer. No verão muitas mulheres  arriscam-se em ter mais queimadura do que o bronze propriamente dito.

Confira 4 coisas que você precisa saber antes de bronzear!

Protetor, roupas e acessórios

kit-praia

Você precisa ter consciência de que seu tipo de pele não é capaz de adquirir um bronzeado de capa de revista. As pessoas de peles, olhos claros, com sardas e manchas na pele são as que têm dificuldade de bronzear porque, na verdade, ficam com queimaduras.

Embora todas as pessoas precisam proteger contra o sol, estas pessoas devem ter uma proteção solar mais rigorosa. Pode parecer clichê, mas vale lembrar sempre do uso de protetor solar. O ideal é usar 40 ml por adulto e 20 ml por criança. Procure usar roupas que o tecido tenha proteção solar, conhecidas como U.V line, além de chapéus e óculos que protegem contra os raios solares.

Reaplicar o protetor

banner_protetor_solar

Os dermatologistas orientam aplicar o protetor 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicá-lo após um mergulho e de suar muito. A recomendação vale para as pessoas de todos os tipos de cores. O fator de proteção solar recomendado para todas as escalas de cores de pele vai do número 15 ao 30, sendo mais importante reaplicá-lo do que o número em si.

Bronzeado sem sol funciona

433373

 

O uso de cremes bronzeadores e a ingestão de cápsulas de beta caroteno - encontradas nas farmácias, são liberadas pelos médicos, no entanto, eles frisam que tais produtos não protegem a pele contra os raios solares, embora proporcionem a sua pigmentação.

São produtos caros e as vezes não oferecem os efeitos desejados. Há alimentos mais baratos que podem ajudar a mudar a cor de pele como cenoura e tomate. E vale lembrar que não adianta usá-los sem o protetor solar!

Não existe bronzeamento saudável

bronzeado

Quanto mais tempo sob o sol, maior a exposição da pele aos raios solares UVA e UVB, os primeiros mais intensos entre as 7h e 19h e o segundo após meio-dia até as 16h, que podem causar problemas. A conhecida recomendação de tomar sol até as 10h e depois das 16h só ajuda a proteger os raios UVB.

Em tese não existe bronzeamento saudável. Você estará envelhecendo a pele precocemente ou se preparando para ter um câncer de pele. Por isso, todo cuidado é pouco!

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+