5 teorias conspiratórias que poderiam ter mudado a história

POR Pietro Bottura    EM Curiosidades      26/11/14 às 19h13

Teorias conspiratórias têm esse nome por se tratarem de coisas sutis, soturnas, escondidas da visão pública e também dos livros de história. Daí a dificuldade de se categorizar um estudo realista (chega a ser irônico usar esse termo pra falar de teorias da conspiração) sobre o tema, já que nada pode ser confirmado ou é tido como oficial. Apesar disso, não significa que não existam: nessa matéria, você pode acompanhar a suposta história de 5 teorias conspiratórias que, se tivessem funcionado (ou será que funcionaram?) teriam mudado o mundo:

Lincoln x Jefferson Davis

lincoln

O ex-presidente estadunidense queria de todo modo por um fim à Guerra Civil, e por isso chegou a conseguir confirmação oficial do governo para dar início a um plano de morte ao presidente confederado, Jefferson Davis. O atentado não apenas falhou, mas foi descoberto por evidências deixadas pelos oficiais de Lincoln. A história foi apagada dos registros oficiais, mas isso só piorou a guerra, que ficou ainda mais pessoal entre os dois líderes norte-americanos.

A quase-morte de Napoleão

DelarocheNapoleon

O imperador francês escapou de um atentado quando era cônsul, na véspera de Natal de 1800, quando uma bomba foi detonada perto de sua carruagem. Os responsáveis eram monarquistas, mas tiveram um azar de planejamentos, já que a bomba só explodiu depois que a carruagem havia passado pelo local, e também antes que outra carruagem, com sua esposa Josephine, passasse por lá. Apesar disso, 52 pessoas foram feridas e algumas até morreram, menos o alvo, Napoleão.

Matar Hitler antes da guerra

80720-hitler-was-german-football-coach

Quando Hitler ordenou a invasão da Tchecoslováquia, em 1938, seu próprio chefe de inteligência - chamado Wilhelm Canaris - tinha planos para prendê-lo. O seu braço-direito, Hans Oster, também tinha planos para eliminar o líder nazista, planos que chegaram a envolver tropas militares invadindo Berlim para tentar capturar o führer.

Apesar de não ser um consenso o assassinato do líder, já que alguns queriam julgá-lo oficialmente ou interná-lo num asilo, Oster tinha certeza que a única forma de evitar o mal era matar Hitler, criando uma conspiração dentro da conspiração. Pena que nenhuma delas deu certo, já que, graças ao acordo de Munique, o nazista saiu da Tchecoslováquia sem um arranhão.

A revolução de Esparta

king-leonidas-this-is-sparta-300-1920x1080

Apesar de serem ótimos guerreiros e generais, não sabiam como administrar seus escravos, que não raro eram espancados e assassinados, o que não os fazia exatamente felizes ou leais. Por isso, haviam várias manifestações e revoltas, sempre abafadas com mais violência. Numa dessas, um espartano chamado Cinadon uniu as classes pobres da metrópole grega e planejava "comer os ricos". Infelizmente, foi dedurado ao governo, torturado e morto. Seu maior desejo foram suas palavras de morte: "Ser inferior a ninguém na Lacedemônia (Esparta)".

O golpe soviético de 1991

311213_urss

Antes de morrer, a União Soviética deu seu último suspiro com o grupo conhecido como "Gangue dos Oito", que tentou deter o então presidente Mikhail Gorbachev em sua casa de férias, intentando tomar  o poder em Moscou. Quando tentaram derrubar o presidente russo Boris Yeltsin, não tiveram tanta sorte, já que ele se escondeu dentro do Parlamento e teve grande apoio popular, o que fez a União Soviética desistir do plano de tomar as forças e morrer, de vez.

 

Confira aqui também algumas conspirações da Antiguidade e outras praticamente inacreditáveis.

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+