Ciência e TecnologiaCuriosidades

6 alimentos saudáveis que podem te fazer mal

0

Nem tudo o que é natural, faz bem. Em busca da saúde, muitas pessoas optam por frutas, legumes, castanhas e sucos na dieta, trocam o açúcar pelo adoçante do momento e deixam de comer alguns tipos de alimentos, como os que contém glúten ou lactose. No entanto, às vezes, a troca destes alimentos por outros pode ser tão prejudicial para a sua saúde quanto continuar com a sua dieta de sempre.

É preciso levar em consideração a genética de cada um, os problemas de saúde já existentes e aqueles que podem surgir devido a históricos familiares. Nem todos os alimentos saudáveis são, de fato, bons para a saúde. Sem contar que seguir a dieta que o seu amigo faz também é uma furada, porque os alimentos que são bons para ele, podem ser maléficos para você!

Confira alguns exemplos:

1 – Carambola

Esta fruta em forma de estrela tem um componente chamado caramboxina, um ácido que, em grandes quantidades, aumenta a formação de cálculos renais. Assim, quando comida em excesso, a carambola pode causar pedras nos rins.

2 – Castanha do Pará

Essa até o Dr. House já sabia! As famosas castanhas do Pará contêm selênio, um componente que, em doses certas, fortalece unhas, cabelos e pele, mas que, em excesso, pode ser um alimento prejudicial à saúde. Cada castanha possui 542 mcg de selênio, aproximadamente 774% da recomendação diária. Comer mais que seis unidades da castanha pode levar o organismo a uma condição tóxica conhecida como selenose. Os sintomas incluem náuseas, vômitos, dor abdominal, fadiga, irritabilidade, descamação das unhas, perda de cabelo, mau hálito, distúrbios gastrointestinais e danos ao sistema nervoso. Tudo isso acontece com um personagem do seriado, diagnosticado pelo Dr. Gregory House.

3 – Mandioca

A mandioca é outro alimento que representa um risco para a saúde. A variação da raiz conhecida como “mandioca brava” é rica em em glicosídeos cianogenéticos, substâncias que liberam o ácido cianídrico, responsável por causar cansaço, fraqueza muscular, agitação, falta de ar, confusão mental, convulsão, coma e até a morte. No entanto, existe uma maneira de “neutralizar” o veneno da mandioca: cozinhá-la em temperaturas elevadas, que destroem o efeito do ácido cianídrico. É isso que fazem os brasileiros fãs do “tucupi”, um prato típico da Região Norte, feito desta mandioca.

4 – Trigo Integral (e produtos derivados)

Sim, é verdade que o trigo integral é mais saudável que o trigo refinado. Mas não quer dizer que ele é um alimento saudável. Os médicos aconselham evitar o trigo integral pelas mesmas razões: o trigo é a maior fonte de glúten, um componente que não é bem digerido por quase 80% da população mundial (que, na maioria das vezes, nem sabe disso). Outro fator é que a fibra do trigo rouba Vitamina D do sistema humano, o que enfraquece os ossos.

5 – Bebidas Isotônicas

Gatorade é sinônimo de saúde? Nem sempre. Bebidas isotônicas, como são chamadas as bebidas esportivas, contém três componentes básicos: água, eletrólitos e açúcar. Todos são itens que perdemos quando nos exercitamos, e suamos, mas, sem exercícios, ingerir bebidas isotônicas é ingerir uma quantidade extra destes componentes, desnecessariamente, desequilibrando nosso sistema.

6. Barrinhas de Cereal

Da mesma forma que as bebidas isotônicas, as barrinhas são desnecessárias para grande parte da população – a que não se exercita. Por conterem muita proteína, esses alimentos são indicados para pessoas que vão perder este nutriente ao se exercitar, mas, para quem é sedentário, as barrinhas são só mais uma fonte de excessos.

5 teorias da conspiração de filmes e séries

Matéria anterior

Os 4 objetos malignos mais assustadores da história

Próxima matéria

Você pode gostar