6 dicas para sobreviver perdido em uma floresta

POR Thamyris Fernandes    EM Curiosidades      15/09/14 às 22h07

O ideal mesmo é que você jamais ande sozinho em uma mata ou que se distancie de um grupo que esteja fazendo esse tipo de passeio. Mas, caso isso aconteça, é bom estar preparado para não cometer erros mortais e sobreviver à uma estadia na selva.

Claro, que se você for um cara preparado e contar com algum aparelho de localização, bem como mapas do lugar e uma bússola, será muito mais fácil sair do meio às árvores. Mas se esse não for o seu caso, nada de ficar andando ao léu ou entrar em desespero! O melhor mesmo é manter a calma e se lembrar das 6 dicas que listamos abaixo.

Confira:

1. Cuidados com o corpo

1

Manter seu corpo em bom estado físico e mental deve ser sua primeira preocupação. Arranhões, por menores que sejam, assim como, queimaduras ou picadas de insetos devem ser cuidados para evitar infecções.

Além disso, nada de se descuidar dos hábitos de higiene, se possível tomando banho todos os dias ou mantendo pelo menos mãos, rosto, axilas, virilhas e pés (especialmente eles, que vão ser muito úteis) limpos. Outro detalhe: nada de pânico ou você não vai conseguir pensar em nada útil nem para sair do lugar, nem para se manter a salvo.

2. Abrigo e fogueira

2

Antes da noite cair, é muito importante que você encontre abrigo. Procure uma clareira (um lugar em que a vegetação seja mais aberta) e, com troncos e galhos, comece a montar sua cabana rudimentar (clique aqui e saiba como fazer isso). Lembre-se, é preciso ter o mínimo de sustentação, então amarrações devem ser feitas com cipós ou cascas de árvore.

Palha ou folhas de palmeiras podem ser usadas na cobertura. Para ter um pouco de conforto, improvise uma cama, suspensa a alguns centímetros do chão, com varas e palha.

É preciso também se preocupar com uma fogueira. Para isso, cave um buraco, na entrada da cabana; e acenda o fogo da melhor forma que puder, tomando cuidado para não incendiar seu abrigo (veja aqui como fazer fogo sem usar palitos de fósforo ou isqueiros). Isso vai ajudar a manter os animais selvagens afastados, manter você aquecido, além de possibilitar o cozimento de alguma coisa, se for o caso.

3. Orientação

3

Essa parte é complicada e até os mais experientes se atrapalham na hora de se orientar em uma mata desconhecida. Se for uma floresta mais aberta, é possível tentar subir em uma árvore para se orientar lá de cima. Mas, se for uma lugar com vegetação densa, como partes da floresta Amazônica, uma boa dica é cortar os galhos por onde passar, para marcar o caminho.

Outra orientação é seguir cursos d"água, porque eles sempre vão seguir para num rio maior. Mas, atenção: se estiver na Amazônia, evite entrar na água, para não virar almoço de jacarés ou cobras.

4. Alimentos

4

Não existe uma fórmula a ser seguida para descobrir se uma planta, fruta ou vegetal é venenoso (conheça aqui algumas variedades que você não pode comer de jeito nenhum). Apesar disso, é possível ter uma noção do que é comestível ou não, observando frutos que estejam picados por pássaros ou comidos por outros animais. Isso porque eles não vão se alimentar com coisas venenosas.

Outra dica, caso for comer uma planta que você não conheça, é usar seus brotos subterrâneos, que são mais firmes e saborosos. Não consuma vegetais que tenham pelos, gosto amargo ou seiva leitosa. Caso esteja com medo de comê-los de cara, saiba que é possível eliminar o teor tóxico dos vegetais, fervendo tudo por cinco minutos e trocando a água duas ou três vezes.

5. Água

5

Uma das grandes preocupações e providências a serem tomadas é encontrar água possível de ser bebida. Apesar de você conseguir realizar essa tarefa de várias formas, a mais indicada é aproveitar a água da chuva que escorre por galhos ou troncos, usando uma folha para fazê-la chegar até a boca.

Mesmo que toda água da floresta seja, teoricamente, potável, mesmo quando escura; é bomferver o líquido por cinco minutos e deixar esfriar antes de beber. Se precisar filtrar, para tirar barro, pedras e outras impurezas, improvise um coador com peças de roupa.

6. Animais

6

Nunca enfie a mão em buracos e observe sempre onde você está andando. Além disso, mantenha consigo sempre uma vara, para ajudar na locomoção, verificar que não há nenhuma "surpresa" em galhos e árvores. Além disso, não tenha medo de fazer um pouco de barulho. Isso espanta os bichos.

Outra coisa que você jamais deve fazer é se sentar em árvores caídas, uma vez que esses são os esconderijos prediletos de serpentes e escorpiões. Uma boa dica também para evitar acidentes com esses seres venenosos é sempre sacudir peças de roupas e sapatos antes de usá-los.

E por último, não se esqueça de utilizar suas roupas para se proteger dos insetos, especialmente no final do dia, quando estão mais ativos. É bom também evitar coçar as picadas, para que não inflamem.

 

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+