Curiosidades

7 coisas bizarras que eram normais para os antigos romanos

0

Você já deve ter ouvido falar da Roma Antiga, seja em livros, filmes ou séries. Roma Antiga foi uma civilização itálica que surgiu no século VIII a.C. Localizada ao longo do mar Mediterrâneo, centrada na cidade de Roma, península itálica. Com o passar do tempo, essa civilização cresceu tanto, que se tornou um dos maiores impérios do mundo antigo. Estima-se que havia entre 50 e 90 milhões de habitantes, o que representava cerca de 20% da população mundial na época. Os antigos romanos ocupavam 6,5 milhões de quilômetros quadrados no seu auge, entre os séculos I e II.

Quando pensamos em Roma Antiga, logo vem em nossas mentes as imagens de lutas incríveis dos gladiadores, os festins exuberantes e desenfreados. Pensamos em mulheres independentes na época, tecendo intrigas pelas costas dos homens. Tudo isso, no entanto, são coisas que já vimos na ficção, ou seja, em filmes, séries e até mesmo contos em livros. Mas, são mais presentes nas grandes produções de Hollywood. Acontece que quase tudo que envolve esses tempos são diferentes do que realmente foram. Os antigos romanos se portavam diferente do que a maioria das pessoas acredita, tinham suas crenças próprias e seus costumes no geral.

E foi pensando um pouco melhor sobre isso, que decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A  redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou algumas coisas bizarras que eram normas para os antigos romanos. Confira conosco a seguir e surpreenda-se. Aproveite para compartilhar com seus amigos desde já e, sem mais delongas, vamos lá.

Coisas bizarras que eram normas para os antigos romanos

1 – O homem tinha o poder absoluto sobre os membros de sua família e tomava as decisões até mesmo dos seus filhos casados. Ele podia inclusive vendê-los como escravos, ordenar que se casassem ou se divorciassem.

2 – O domínio do pai sobre a filha permanecia inalterado, até mesmo quando ela se casava. O marido não tinha qualquer poder legal sobre a mulher.

3 – As mulheres nobres se casavam bem cedo, a partir dos 12 anos de idade. Enquanto isso, os homens se casavam aos 25 anos. Sob o imperador Augusto, o casamento e a procriação eram incentivados pela legislação e para os jovens que não se casassem, haviam punições.

4 – O casamento dos antigos romanos era um tipo de contrato de negócio. O pai era quem escolhia maridos e esposas para os filhos e filhas. Isso servia como uma aliança política e econômica.

5 – A espora deveria ser extremamente leal ao marido, mas era muito comum que homens casados tivessem uma amante. As esposas não podiam fazer nada para mudar isso, pois o comportamento era normal.

6 – Qualquer um dos cônjuges poderia iniciar o processo de divórcio, mas deveria ter motivos fortes para isso. Infertilidade da esposa, abuso do marido ou adultério eram alguns deles.

7 – Os romanos trabalhavam seis horas por dia. Iam do amanhecer ao meio dia. O período da tarde era usado para relaxamento. Tanto os ricos quanto os pobres adoravam assistir as lutas de gladiadores, corridas de carruagem, teatro e frequentavam banhos públicos.

E aí, o que você achou dessa lista? Comente pra gente aí embaixo.

Relação entre homens e cães surgiu com a domesticação de lobos

Matéria anterior

Estação Espacial detectou raios ‘jato azul’

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar