História

7 coisas que você não imaginava que existiam no Brasil pré-histórico

0

Desde pequenos estudamos sobre o início do mundo. Uma das primeiras coisas a que somos apresentados é a Pangeia, que por definição, pode ser caracterizada o continente que existiu há cerca de 540 milhões de anos atrás. Nada era como estamos adaptados a ver atualmente. O planeta era formado apenas por uma grande massa continental, onde todos os territórios se localizavam de forma próxima.

Mas já percebeu que pouco se fala sobre o Brasil desde período? Como era a vida por aqui? Se é que existia vida, não é mesmo?! Será que sempre tivemos vastas florestas e um clima tropical? Bem, foi pensando em situações como esta que nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo 7 coisas que você não imagina que existiam no Brasil pré-histórico. Confere aí!

1 – Vulcão mais antigo do planeta

Normalmente, os vulcões costumam ser um pesadelo para inúmeras sociedades do mundo. Podem passar anos adormecidos, mas quando finalmente entram em atividade, são capazes de destruir por completo uma cidade, por exemplo. Não é novidade que em nosso país não existem vulcões, no entanto, nem sempre foi assim.

Em uma era geologicamente distante, haviam muitos deles sobre nosso território e acredite… Até mesmo o que é considerado como mais antigo do mundo, que se localizava na Amazônia há aproximadamente 1,9 bilhões de anos atrás.

2 – Trilobita (ser que habitava o Brasil 400 milhões de anos atrás)

Há tempos bem distantes, a região que hoje conhecemos por Brasil, tinha grande parte de sua extensão territorial coberta por águas rasas. E se era assim, também podemos imaginar que os animais aqui encontrados eram bem diferentes. Um deles era o trilobita… Soa estranho para você?

Trata-se de um grupo extinto de paleozoicos, que viveu em nossas terras há cerca de 400 milhões de anos. É um parente próximo de insetos e crustáceos. Ano passado houve uma exposição no Museu Nacional onde estava exposta uma peça que reconstituía a espécie. Feita com cerca de um metro de comprimento, representava a criatura que na verdade, não passava de cinco centímetros.

3 – Metade do Brasil era mar

Assim como introduzimos no item anterior, grande parte de nosso território era coberto por água… Aproximadamente, metade dele. Em um período que pode ser chamado de Devoniano, há cerca de 400 milhões de anos, o Brasil era coberto por mares. Isso significa que aconteceu antes mesmo dos dinossauros.

Nesses mares, seres invertebrados acabaram se tornando abundantes. Assim que morreram, muitos ficaram presos entre a areia e a lama, fazendo com que rochas fossem capazes de preservá-los. Achados arqueológicos de seres do tipo, nos mostraram a verdade sobre o distante passado de nosso país.

4 – Preguiça-Gigante

Dentre tantos animais exóticos existentes em nossa pré-história, a preguiça-gigante era um deles. Na verdade, era um dos que mais  poderiam ser encontrados em nosso território. Apenas para que você tenha ideia, elas poderia alcançar os 6 metros de comprimento e 4 de altura. Acredita-se que tenham vivido há cerca de 9,7 mil anos atrás, e embora seus fósseis tenham sido encontrados por todo o Brasil, tudo indica que o principal local em que se concentravam era o estado baiano.

5 – O Brasil ficava próximo ao Polo

Já no período Devoniano Inferior, que ocorreu há cerca de 410 milhões de anos atrás, o Brasil se localizava nas proximidades do Polo. Os mares gelados que cobriam o país nos isolava de outras regiões mais quentes do mundo. Tal fator possibilitou o surgimento de uma fauna diferente de tudo o que já existia, apresentando animais distintos principalmente na região centro-sul. Ficou conhecida como fauna malvinocáfrica. O nome se origina a partir da distribuição destes animais entre o Brasil, Argentina, Bolívia, Uruguai, África do Sul e Ilhas Malvinas.

6 – Não tinha quase nenhum animal terrestre

Julgando a partir do fato de que o país tinha grande concentração de mar, então é natural que os seres terrestres habitassem o Brasil de forma muito menos intensa que os marinhos. Foi somente há cerca de 385 milhões de anos, que esse tipo de vida se fez mais presente. Assim que os mares foram passando por transformações, a primeira proliferação que pudemos ver foi a de plantas mais simples e de insetos.

7 – Mudanças no mar criaram as primeiras florestas brasileiras

Durante o período Devoniano Médio, os mares gelados presentes no Brasil começaram a subir, fazendo com as águas mais quentes, vindas da Europa e do Norte da África acabassem se misturando. Dessa forma, animais de climas temperados também começaram a aparecer de forma mais frequente em nosso território.

Essa transformação foi tão agressiva que cerca de 80 a 90% de nossos animais marinhos foram extintos. Com o surgimentos das primeiras plantas, também pudemos ver o crescimento das primeiras florestas de nosso país, que surgiram há cerca de 360 milhões de anos atrás.

E então pessoal, o que acharam? Já sabiam sobre esses acontecimentos do Brasil pré-histórico? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

8 coisas que você precisa saber sobre os bastidores de Dragon Ball Super

Matéria anterior

18 tirinhas bem humoradas que mostram como é divertido ter um cachorro

Próxima matéria

Mais em História

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.