7 coisas que você não vai acreditar que se pode fazer com vidro

POR Isabela Ferreira    EM Ciência e Tecnologia      11/06/18 às 18h46

Não costumamos dar muita atenção para o vidro. Isso porque ele é apenas um material sólido que permanece sempre estático, onde quer que esteja. No entanto, acaba nos deixando em situações complicadas, uma vez que são bastante frágeis e podem quebrar por qualquer descuido. Mas acredite, o vidro pode ter muitas utilidades que passam despercebidas por nós.

E mais... Algumas de suas versões podem não ser tão frágeis quanto imaginamos. O vidro é um material realmente impressionante e que pode ser utilizado para diversas finalidades, algumas surpreendentes. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo 7 coisas que você não vai acreditar que se pode fazer com vidro. Confere aí!

1 - Vidro tão resistente quanto o aço

Foi no ano de 2015 que a Universidade de Tóquio desenvolveu um vidro que é tão resistente quanto o aço, algo completamente inusitado. Para isso, tudo que eles precisavam fazer era encontrar uma forma de misturar o vidro a um composto chamado alumina, também conhecido como óxido de alumínio.

Durante muito tempo, todos os testes se mostraram ineficazes, mas, as coisas finalmente deram certo. Conseguiram produzir um vidro transparente a partir da mistura de 50% de alumina, que pode ser tão resistente quanto o aço. Tal material pode representar um avanço para a produção de produtos como computadores, celulares e até mesmo vidros de carros.

2 - Vidro que "se cura"

No ano de 2017, cientistas japoneses acabaram criando uma maravilha por acidente: um vidro auto-reparador. Enquanto conduziam alguns testes, um dos pesquisadores notou que as bordas se fundiam novamente, mesmo depois de terem sido cortadas. Para isso, basta aplicar pressão sobre os pedaços de vidro, e o melhor de tudo, é que eles "colam" à temperatura ambiente. Simplesmente impressionante!

3 - Substituindo ossos com vidro

De fato, a ideia de substituir ossos com vidro não parece ser tão legal assim, principalmente pela fama do material ser tão frágil. No entanto, os pesquisadores realmente acreditam que esta seja uma boa solução. Para isso, desenvolveram um vidro chamado "biovidro (bioglass)", que é mais forte que o osso, podendo ser levemente flexível e anti-séptico.

O material "engana" nosso sistema imunológico, que passa a aceitá-lo como se fosse parte do corpo... E é por isso que ele não é rejeitado por nosso organismo, espalhando íons que combatem infecções e ainda ajudam a direcionar células curativas.

4 - Dispositivo de armazenamento de dados

Imagine um vidro que se parece com um CD, mas em tamanho muito menor. Agora, imagine também que ele é capaz de armazenar dados em seus 360 terabytes. Se na imaginação já não parece algo muito viável, imagine na realidade. Mas acredite, isso existe! A ideia foi dos pesquisadores da Universidade de Southampton, e cada placa de vidro conta com uma técnica chamada de "gravação a laser de femtosegundo". Ao invés de armazenar dados em formas de arquivos, palavras, ou bibliotecas, o dispositivo os registra em forma de pontos... Fazendo com que sua capacidade seja aumentada a tal proporção.

5 - Vidro como armazenamento radioativo

Um dos maiores riscos de materiais tóxicos, abrange a possibilidade de acidentes e vazamentos, que por diversas vezes, podem acabar contaminando o solo e até mesmo fontes de água potável. Foi neste mesmo ano que o Departamento de Energia dos Estados Unidos descobriu uma nova maneira de armazenar lixo radioativo.

Em primeiros testes, resíduos líquidos foram misturados a ingredientes para produção de vidro e em seguida, injetados em um aparelho de fusão. Após 20 horas, saíram completamente vitrificados, ou seja, o vidro de fato conseguiu envolver com segurança todo o material radioativo ali presente.

6 - Gota do Príncipe Rupert

Se parecem muito com girinos e foram descobertas lá atrás, por volta dos anos 1600, pelo Príncipe Rupert da Baviera. Ele não entendia como essas "gotas" eram criadas e inicialmente, eram muito utilizadas como item de decoração de festas. O mais estranho é que, ao martelar essas gotas, elas parecem ser inquebráveis e completamente resistentes. No entanto, quando a ponta da gota é tensionada, ela se quebra instantaneamente e vira pó. Acredita-se que elas tenham formação a partir do momento em que vidro derretido entra em contato com água.

7 - Pista para o nascimento da lua

Até hoje não se sabe ao certo como a lua surgiu. No entanto, a teoria melhor aceita é de que ela resultou da colisão entre a Terra e algum outro planeta, há cerca de 4,5 bilhões de anos. No ano de 2017, cientistas encontraram vidro forjado a partir de um teste nuclear ocorrido no Novo México, em 1945. Era algo verde e radioativo, ganhando o nome de trinite. A partir das composições químicas presentes em tal vidro, ali estava a primeira evidência sobre a formação da lua.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+