• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 coisas que você só descobriria se mudasse agora para a Antártida

POR Jesus Galvão    EM Mundo Afora      20/03/18 às 09h14

O Polo Sul é um dos lugares mais impressionantes da Terra. As paisagens cobertas pelo gelo e o bioma característico atraem cientistas e pesquisadores do mundo todo. A vida de quem decide fazer do frio continente sua morada é cheia de peculiaridades. Além de ser um lugar de difícil acesso, os habitantes em determinadas épocas do ano enfrentam muito mais do que o frio polar.

Os habitantes chegam a passar cerca de seis meses sem ver o sol, ou até mesmo ficam isolados por longos períodos dentro de casa. A vida na Antártida pode ser surpreendente, mas ela provavelmente não é tão fácil como imaginamos. Confira algumas das curiosidades sobre o gélido continente que só quem passa um período por lá pode experienciar.

1 - Um nascer e um pôr do sol por ano

Devido a inclinação da terra, no Pólo Sul há apenas um nascer e um pôr do sol por ano. São seis meses de luz e outros seis de escuridão. O que para alguns pode ser bastante satisfatório. Apesar do clima extremamente frio, pode ser bem mais complicado para dormir, ou ficar acordado.

2 - Andar seria muito simples

Embora tenhamos a sensação de que pode ser bem complicado caminhar pelas gélidas paisagens, no Polo Sul uma caminhada pode ser bem tranquila. Isso porque a temperatura é tão baixa e o gelo se encontra muito sedimentado que podemos compará-lo ao asfalto. Dessa forma, caminhar sobre o gelo seria relativamente fácil, apesar de que o frio ainda poderia atrapalhar um pouco.

3 - Respirar não seria tão fácil

A sensação que se experimenta uma vez nos pólos é a mesma de alguém que viaja para as altas montanhas. Isso devido a densidade da atmosfera ser maior no nível do mar do que nas montanhas, o que ocasionaria na dificuldade de respirar. E por uma questão de física terrestre, pelo menos no que tange a respiração, as dificuldade seriam as mesmas.

4 - Falta de condução

Não é novidade para ninguém o frio enfrentado por aqueles que visitam os pólos. Porém, a falta de transporte é uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos visitantes e pesquisadores. Devido as baixas temperaturas que congelam os combustíveis e os fluidos hidráulicos, é basicamente impossível que alguém possua um veículo.

5 - Problemas psicológicos

Passar vários meses no Polo Sul pode ser bem complicado. Especialmente quando se fica muitos meses sem ver a luz do dia, ou tendo que conviver com as mesmas pessoas durante um longo período sem sair de casa. Acredite, isso pode ser enlouquecedor.

6 - O Polo Sul se move continuamente

Na verdade, o polo magnético sul permanece estagnado. A grande questão é que a Antártida se move lentamente, cerca de nove metros por ano. O que faz com que os estudiosos tenham que recalcular continuamente a posição do Polo Sul em comparação com os mapas geográficos.

7 - Não é necessário ter um relógio

Depois de um tempo vivendo no extremo sul do planeta, você provavelmente aprenderá a reconhecer a posição do sol. Na verdade, o sol não se ajusta ou se mantém parado, ele está continuamente se deslocando em movimentos como espirais sobre os habitantes. A movimentação do astro pode variar de acordo com a estação. O maior problema seria se situar durante os seis meses em que o sol não aparece.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem seus comentários abaixo e não se esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+