Curiosidades

7 crimes obscuros que aconteceram na história de Londres

0

Londres é a capital da Inglaterra e uma cidade global bastante importante. Além disso, ela também é um dos maiores e mais importantes centros financeiros do mundo e também tem uma influência grande na política, educação, entretenimento, moda, artes e cultura.

Mas não só de coisas boas vive uma cidade, ainda mais uma grande metrópole. Na história de Londres também existe muita violência. Tanto que, um assassino bastante famoso, Jack, o Estripador, andava pelas ruas da cidade e fazia suas vítimas. Mas além dele, vários outros criminosos também andavam pelas ruas de Londres e faziam suas vítimas. Listamos aqui algum deles.

1 – Assassinato no The Blind Beggar

Esse pub tem uma história bastante rica e também ligada aos mafiosos Kray Twins. Foi nesse pub que Ronnie Kray atirou em George Cornell. No dia 9 de março de 1996, Cornell foi ao pub para tomar uma cerveja. Um tempo depois, Kray chegou e Cornell só teve tempo de dizer uma frase sarcástica até que Kray pegasse sua arma e atirasse em sua testa.

O motivo da briga foi uma guerra de território entre Richardson Gang e a que era liderada pelos Kray Twins. Em 1969, Ronnie Kray foi condenado e sentenciado à prisão perpétua.

2 – Assassinato de Spencer Perceval

Ele foi o único primeiro-ministro a ser assassinado enquanto estava no cargo. No dia 11 de maio de 1812, ele estava no saguão da Câmara quando foi abordado por John Bellingham, que o matou com um tiro no coração.

O assassino não fez questão de se esconder ou tentar ocultar o fato de que tinha feito. Bellingham era um comerciante que foi preso erroneamente na Rússia e a embaixada britânica não fez nada para ajudá-lo. E por isso, ele achou que seu crime era justificável. Mas mesmo assim, ele foi considerado culpado e enforcado uma semana depois da morte de Perceval.

3 – Os fazendeiros de bebês Finchley

Criar bebês era uma coisa comum há cem anos no Reino Unido. Eram filhos que as pessoas não queriam ou que tinham fora do casamento e os deixavam em um lugar que os criava em troca de dinheiro. Como essas crianças eram filhos indesejados, a maioria deles morria por negligência e até mesmo assassinados.

Amelia Sach oferecia um serviço no seu lar de idosos em Finchley. E as pessoas que levavam seus filhos para lá achavam que eles seriam adotados por famílias ricas. Mas o que as crianças recebiam era uma injeção de clorodina por Annie Walters. As duas foram pegas no final de 1902.

4 – Os Burkers de Londres

No começo do século XIX, o Reino Unido teve um interesse muito grande na dissecação, só que os corpos só tinham que ser de assassinos executados. E por isso, surgiram as pessoas que eram intituladas sequestradores, que roubavam cadáveres e os vendiam.

Mas com o tempo, esses homens não queriam esperar que as outras pessoas morressem, então criavam seus próprios corpos. Um desses sequestradores era a dupla Burke e Hare que matou 16 pessoas, em 1828, e os vendeu para dissecação. Em Londres, também uma gangue de brukers liderada por John Bishop tentou vender o cadáver de um menino de 14 anos para a Faculdade de Anatomia do King’s College, mas depois de inspecionar o corpo o cirurgião viu que o corpo tinha características estranhas. Ele e um cúmplice foram pegos e considerados culpados pelo assassinato.

5 – O assassinato de Camden Town

No dia 11 de setembro de 1907, Bertram Shaw voltou para sua casa em Camden Town e encontrou sua esposa morta com a garganta cortada. Com a investigação, a polícia descobriu que a mulher trabalhava como prostituta com o nome de Phyllis.

Um especialista de vidro, chamado Robert Wood, foi preso, mas negou participação no crime. E como seu advogado era muito bom, ele conseguiu ser absolvido. E o caso ainda foi eternizado pelo artista Walter Sickert em quatro pinturas.

6 – Ruth Ellis

O pub The Magdala em Hampstead sempre será lembrado como o lugar onde Ruth Ellis matou seu amante e se tornou a última mulher executada no Reino Unido. Ela namorava com o piloto David Blakely e os dois tinham uma relação conturbada.

No dia 10 de abril de 1955, Blakely foi beber no Magdala com um amigo. Elis estava esperando na porta e quando o amigo saiu ela entrou no pub e começou a atirar. Ela ficou ao lado do corpo, em estado de choque, até que o policial chegar.

7 – O Assassino da Adega de Londres

Em 1910, Cora Crippen desapareceu e seu marido, o homeopata, Hawley Harvey Crippen, disse que ela havia morrido, mas depois, ele disse que na verdade ela tinha o deixado e voltado para os EUA. Logo depois, ele fugiu com sua amante Ethel Le Neve para o Canadá.

Enquanto ele fugia, a polícia investigou sua casa e achou um torso humano enterrado no porão. Isso fez com que o médico virasse o homem mais notório do Reino Unido, tanto que quando ele foi reconhecido, os policiais conseguiram prendê-lo antes de ele chegar no Canadá.

O que acontece no seu corpo quando você ouve suas músicas favoritas?

Matéria anterior

Zoológico cria ”aula de natação” para cobras que estavam ficando obesas

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar