7 estrelas do rock que previram o futuro
Tempo de leitura:3 Minutos, 52 Segundos

7 estrelas do rock que previram o futuro

A música sempre esteve presente em nossas vidas e o rock o faz de uma forma especial. As músicas, muitas vezes carregadas de críticas a nossa sociedade e tudo que nos assola, às vezes, são mais futurísticas do imaginamos. Algumas dessas canções não só falam sobre o futuro, como muitas vezes acabam o prevendo.

Talvez, o grande número de composições também coopere para essas previsões assertivas. No entanto, temos que combinar que tudo isso é um tanto quanto fascinante, afinal são letras que cantaram e ditaram o futuro.

Confira mais sobre as 7 estrelas de rock que previram o futuro!

1 – Jim Morrison

Jim Morrison, em sua última entrevista com Rolling Stone, simplesmente previu o surgimento da música eletrônica. Jim descreve durante a entrevista o que imagina que surgiria no futuro da música e bom, vamos deixar você ver com os próprios olhos. “Eu posso ver um artista solitário com muitas fitas e elétricas… como uma extensão do sintetizador Moog – um teclado com a complexidade e riqueza de uma orquestra inteira. Sabe? Tem alguém lá fora, trabalhando em um porão, apenas inventando uma nova forma musical”. Foi dito e feito! Cerca de uma década depois, começaram a bombar as primeiras pistas de dança ao som de um DJ! Infelizmente, Jim não viveu o suficiente para presenciar esse momento.

2 – Jimi Hendrix

Jimi Hendrix é mundialmente conhecido pela arte que fazia com sua guitarra! No entanto, em 1967, o artista já falava e se preocupava com as mudanças climáticas. Ele não apenas falava sobre o assunto, como também cantava. A música “Up From The Skies” fala sobre um visitante alienígena que está visitando a  Terra, depois de um longo período longe. A letra chega a mencionar que o cheiro é de um mundo que parece ter queimado e menciona o assunto de forma direta ao cantar “Bem, talvez, talvez seja apenas uma mudança climática”. Nem precisamos dizer o quão certo Jimi Hendrix estava, nós vemos isso todos os dias.

3 – Leonard Cohen

Leonard fez uma previsão muito recente e um pouco mais particular, já que essa não foi divulgada em nenhuma música. A eleição de Donald Trump, quando ele nem sequer havia confirmado sua candidatura. As pessoas riram de sua certeza, mas a própria história confirmou que Trump não apenas se candidataria, como também seria eleito. Leonard não ficou aqui para confirmar seu pensamento, um dia antes das eleições, Cohen morreu.

4 – John Lennon

John Lennon, de uma forma estranha, previu sua morte 15 anos antes que ela acontecesse. Um dos momentos em que falou sobre, foi em 1964, em uma entrevista à rádio Pública do Sul da Califórnia. Quando o programa estava acabando e eles já se despediam, o cantor falou “Não… a menos que levemos um tiro ou algo assim”. Em outro momento, ele disse diretamente a um repórter que acreditava que eles morreriam em um acidente aéreo ou pelas mãos de um “maluco”. E foi realmente o que ocorreu 15 anos mais tarde. John Lennon foi morto com 4 tiros nas costas por um fã dos Beatles.

5 – Radiohead

A banda Radiohead tinha letras que, na maioria das vezes, eram pessimistas e pintavam um futuro sombrio. E sim, eles estavam certo. É trágico, mas esta é a verdade, tanto que podemos citar várias das previsões. Com “Pop Is Dead” eles previram a ascensão do pop comercial. Em  “Palo Alto”, eles previram a ascensão do Vale do Silício. E em “Idioteque” e “Pyramid Song”, eles previram questões na mudança climática e até mesmo o aumento do nível do mar, que na época ainda não era um problema sério.

6 – Pink Floyd

A banda previu com o álbum “The Wall” um ambiente de desapego com as crenças e também o clima tenso na política moderna. Uma das músicas mostra o diálogo entre o filho e sua mãe dominadora. Mal imaginavam que palavras semelhantes as da música pudessem ser repetidas por um político tão relevante na economia mundial.

7 – Wilco

O álbum Yankee Hotel Foxtrot poderia ser facilmente ligado aos eventos de 11 de setembro, se não tivesse sido lançado antes do ataque. As faixas do álbum falam sobre grandes prédios que tremem e também sobre pessoas que morrem enquanto se movem pelas chamas. A faixa “Jesus, Etc” é talvez a que mais apresenta relação com o ocorrido. E por incrível que pareça, o álbum foi lançado apenas uma semana após o acidente e é até hoje considerado como um dos mais importantes da década.

E aí, o que achou dessas previsões? Você sabe de alguma outra que não publicamos? Comenta aqui com a gente e aproveita para compartilhar com aquele amigo que adora rock!