• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 fatos sobre o Projeto Blue Book, a caça secreta da CIA a ETs

POR Mateus Graff    EM Terror & Sobrenatural      30/11/18 às 19h05

Depois da Segunda Guerra Mundial, os EUA e a URSS ainda continuaram tendo uma tensão. Avistamentos de OVNIs estavam acontecendo muito nessa época, pelo fato das pessoas estarem em alerta máximo quando olhavam para o céu. A CIA acreditava que ainda era possível que os russos inventassem armas que eram muito superiores ao que os EUA tinha à disposição. Depois que o governo americano foi forçado a questionar seu entendimento de OVNIs, a CIA e a Força Aérea dos EUA se uniram para criar o Projeto Blue Book.

Edward Ruppelt foi chefe do projeto e ele registrou mais de 12 mil incidentes que haviam sido relatados ao governo. Ruppelt usou a ciência e a Psicologia para estudar os dados sobre avistamentos de OVNIs e eliminou a grande maioria dos relatos. A gente trouxe alguns casos envolvendo esse projeto que ajudam a entender um pouco de sua história:

1 - "Disco voador"

Em 1947, o piloto Kenneth Arnold estava voando em um avião particular quando avistou nove discos prateados voando sobre o Monte Rainier (montanha mais alta do estado norte americano de Washington). Eles estavam se movendo tão rápido que o piloto estimou que eles deveriam estar voando mais de 1.200 quilômetros por hora. Isso era quase o dobro da velocidade média de qualquer avião usado durante a guerra. Arnold estimou que esses objetos tinham mais de 30 metros de largura.

Esse avistamento foi relatado para as autoridades e o governo então discutiu se esses objetos eram reais ou se Arnold estava tendo delírios. Não havia balões meteorológicos naquela área, então não havia realmente nenhuma explicação que pudesse explicar o que ele viu. Tempos depois, a imprensa relatou o acontecido e Arnold cunhou o termo "disco voador" para descrever os objetos.

2 - Os "homens de preto"

Em junho de 1947, um homem chamado Harold Dahl estava em seu barco, em Puget Sound, com seu filho e cachorro. Eles avistaram alguns objetos estranhos no céu, todos eles em forma de anel. Um dos objetos começou a cair e os restos de metal cortaram o braço do filho de Dahl e mataram o cachorro. Dahl relatou o incidente às autoridades, mas não acreditaram nele. Alguns dias depois, um homem vestindo um terno preto apareceu ameaçando arruinar a vida de Dahl se ele contasse para mais alguém sobre o que tinha acontecido no barco. Esse é considerado o primeiro avistamento dos "homens de preto". Esse incidente aconteceu poucos meses antes do Projeto Blue Book.

3 - O incidente de Roswell

O Incidente de Roswell foi mais um grande caso, em 1947, que levou à criação do Projeto Blue Book. Um disco prateado caiu no Foster Ranch, que ficava perto de Roswell, no Novo México. Testemunhas correram para o local e alegaram que viram uma nave espacial. Membros da Força Aérea de uma base próxima apareceram para examinar o local do acidente e levaram todas as evidências que encontraram. Algumas testemunhas afirmam que viram os agentes levando pequenos corpos de alienígenas. Nesse mesmo dia, eles disseram à imprensa que descobriram um verdadeiro "disco voador".

No dia seguinte, o governo retirou a declaração e divulgou fotografias de agentes ajoelhados ao lado de materiais de um balão meteorológico quebrado. A Força Aérea disse que os corpos, que as pessoas testemunharam sendo levados, eram na verdade bonecos de teste que haviam sido amarrados aos balões. As sondas espaciais que caíram do céu realmente pareciam discos voadores, mas o governo não estava disposto a explicar essa tecnologia ao público.

4 - O incidente da Kinross

Em 1953, o comando de tráfego aéreo na Base da Força Aérea de Kinross, em Michigan, detectou um objeto voador não identificado voando a uma velocidade inacreditável. Ninguém conseguiu se comunicar pelo rádio, então um piloto chamado Tenente Felix Moncla Jr. e seu assistente de radar, o Tenente RR Wilson, pegaram um jato para perseguir o suposto OVNI. O controle de tráfego aéreo observou o jato e o OVNI piscando no radar, e então, ambos os objetos desapareceram ao mesmo tempo.

A Força Aérea enviou aviões de resgate para procurar o jato e vasculharam até um lago local. Nenhum de seus restos mortais foi encontrado. Investigaram a cena das aeronaves desaparecidas e relacionaram ao fato de que viram incidentes semelhantes acontecerem antes, mas não foram autorizados a dizer o que sabiam.

5 - O policial do condado de Portage

Em 1966, um policial chamado Dale Spaur estava investigando um veículo abandonado quando testemunhou um avião brilhante saindo da floresta. Ele podia ouvir um motor alto e sentir uma enorme quantidade de calor. Quando estava no céu, ele podia ver que era um OVNI prateado em forma de disco. Ele perseguiu o objeto de carro e chamou outros policiais, que se juntaram à perseguição.

Agentes do governo do Projeto Blue Book foram escutar os depoimentos dos policiais. Eles foram informados de que viram a luz refratando do planeta Vênus, que aparentemente era visível naquele dia. Um dos policiais se tornou o alvo de chacota e rotulado como "louco" por acreditar em OVNIs.

6 - O Fenômeno do Blank

O físico nuclear Edward Condon foi contratado pela CIA para examinar os relatórios de Edward Ruppelt para desmascarar suas descobertas. Condon trabalhara no Projeto Manhattan e era especialistas em armas nucleares. No ano de 1968, o físico nuclear lançou o Relatório Condon, que dizia que uma explicação de OVNIs é improvável.

O Projeto Blue Book foi dissolvido em 1969 e o memorando interno do governo disse que a CIA havia concluído que os OVNIs não traziam riscos e que a vida extraterrestre não existia. Mas 20 anos depois, uma pessoa do alto escalão do governo estava enviando cartas para William Sessions, que era diretor do FBI na época. As cartas para Sessions falavam sobre a possibilidade do FBI continuar o Projeto Blue Book.

Quem escreveu essas cartas tinha uma posição incrivelmente poderosa no governo e acesso à informações secretas. O anônimo mencionou que recebeu telefonemas do Pentágono e que tinha o número do telefone pessoal do diretor do FBI. Quem era esse homem? Ou o governo americano esconde das pessoas ou eles realmente não sabiam quem era.

7 - Ovni em Whashington, em 1952

Em 19 de julho de 1952, o controle de tráfego aéreo no Aeroporto Nacional de Washington detectou 7 sinais não identificados em seu radar. Testemunhas disseram ver tais objetos, que foram descritos com luzes laranjas que se moviam muito rápido. As pessoas ficaram assustadas e chamaram tanto a polícia que o sistema de comunicação da cidade caiu completamente.

O governo disse que tudo era balões meteorológicos, mas os balões são tão pequenos que normalmente nem aparecem nos radares de aeroportos. A velocidade das luzes também não se comparavam com a velocidade dos balões meteorológicos. Os agentes que trabalham com o Projeto Blue Book sabiam que esses OVNIs eram muito reais, mas o pânico generalizado em Washington era um sinal de que as pessoas não podiam ligar com a possibilidade de extraterrestres na Terra. Testemunhas que relataram ver as luzes foram questionadas sobre sua sanidade mental ou acusadas de usar drogas. A população não estava mais relatando tudo o que via no céu por medo de ganhar a reputação loucos.

E você, conhecia o Project Blue Book? Já tinha escutado falar de todos esses casos envolvendo OVNIs? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+