• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 lugares na Terra que são inabitáveis

POR Bruno Dias    EM Mundo Afora      29/04/19 às 18h06

Muitas vezes, temos certa curiosidade em saber coisas de outros planetas e nos esquecemos que ainda há muito o que descobrir sobre o planeta em que vivemos. A Terra é o terceiro planeta mais próximo do sol e também é o quinto maior do sistema solar. Em seus mais de 4,5 bilhões de anos de existência, muitas coisas já aconteceram e continuam a acontecer nesse planeta que chamamos de casa.

Nós humanos somos os reis da adaptação. No passar dos tempos, conseguimos sobreviver a várias situações ruins e ambientes que pareciam inóspitos. E mesmo com esse poder de adaptação, ainda existem lugares no planeta que nem mesmo o mais habilidoso dos homens teria chance de resistir. Mostramos aqui alguns lugares que você não desejaria morar.

1 - Deserto de Danakil

Esse deserto está no nordeste da Etiópia e no sul da Eritreia. Ele ocupa uma área de 100 mil quilômetros quadrados e é imenso aos olhos. Essa região é uma das mais quentes e áridas do mundo com temperaturas marcando 62º Celcius. Mas as margens desse deserto mora o povo Afar.

Esse povo viaja regularmente o deserto com seus trens de camelo. E como a maioria das coisas no mundo o motivo é dinheiro. A região é rica em placas de sal. O povo vai até o local para retirar sua mercadoria e as coloca nos camelos para voltar à cidade e descarregar a sua mercadoria. E o povo Afar é bastante territorialista. Em 2012, eles atacaram um grupo de turistas matando cinco pessoas, ferindo sete e sequestrando quatro.

2 - Vale da Morte

O nome desse lugar na península de Kamchatka, na Rússia, já mostra que o lugar não é dos mais convidativos. Ele fica ao longo do rio Geyser e no pé da sombra do vulcão Kronotsky. É basicamente a versão russa de Yellowstone. Os mil quilômetros quadrados ficaram por quase um século fechado para qualquer pessoa. Mas em 2011, o governo russo permitiu excursões ao vale.

O vale é apenas uma pequena parte do maior Vale dos Gêiseres. Ele tem esse nome por causa dos gases tóxicos que podem ser encontrados no solo do vale e que matou centenas de animais. Por causa do vulcão, gases como sulfeto de hidrogênio, dióxido de carbono, sulfeto de carbono e até mesmo cianeto tomam a região. E os animais que morreram lá são bastante preservados porque os gases inibem o crescimento de bactérias.

3 - Monte Sinabung

Depois de quase 400 anos, o monte que fica na ilha de Sumatra, na Indonésia, acordou. Ele entrou em erupção em agosto de 2010, e depois de três anos, em setembro, voltou a ativa. E desde esse época ele está no estado de erupção. Isso deu aos moradores da área um estado de terror.

Dezenas de milhares de pessoas vivem a alguns quilômetros do vulcão e com cada erupção vários foram evacuados ou deslocados. E com o ciclo constante de evacuação e erupção, o número de mortos é alto e a economia prejudicada. No dia primeiro de fevereiro de 2014, um dia depois dos moradores terem voltado para casa, o Sinabung teve sua explosão mais mortal. Dezesseis pessoas foram mortas.

4 - Ilha das cobras

Essa ilha já foi parte do continente brasileiro, mas com o aumento do nível do mar, ela se isolou. Com o isolamento, as cobras foram tomando conta do lugar e hoje há aproximadamente uma cobra por metro quadrado. E por isso a ilha é totalmente inabitável e letal para qualquer pessoa.

Em 1909, um farol foi erguido para avisar os velejadores. Isso depois que um marinheiro e sua família foram supostamente mortos pelas cobras na década de 1920.

5 - Caverna Gouffre Berger

Essa caverna na França já foi considerada a mais profunda do mundo com mais de 914 metros de profundidade. E ainda está entre as mais profundas. A entrada é quase vertical e é preciso cordas para que seja possível entrar.

A caverna é suscetível à inundações durante chuvas fortes e isso faz com que a caverna se transforme em uma armadilha mortal. E qualquer pessoa que esteja na caverna pode se afogar. E em média por ano, algum resgate tem que ser feito.

6 - Caverna dos Cristais

Essa caverna no México é bonita, mas bastante mortal. Ela foi descoberta por mineiros que trabalhavam na Mina Naica, em Chihuahua. Ela, geralmente, é cheia de água mas foi drenada com as bombas de água que eram usadas na mina.

A caverna é cheia de gigantes cristas de selenito. E o perigo vai além do possível esmagamento por um cristal. E ao contrário da maioria das cavernas que são frias, a Caverna dos Cristas é tão quente que pode matar. Ela está perto de uma câmara de magma subterrânea que superaquece o ambiente. As pessoas só podem ficar 10 minutos no local sem equipamento especial.

7 - Wittenoom

A cidade fantasma de Wittenoom, na Austrália, é uma retrato do crescimento acelerado do amianto. Antigamente, ela foi uma grande mina de amianto azul e funcionou do final dos anos 1930 até os anos 1960.

Mas a mineração acabou quando se conectou o amianto com doenças mortais. E a contaminação do amianto permeava toda a cidade. Existem quase três milhões de toneladas de rejeitos de amianto deixados ao redor da cidade. Isso faz com que o lugar seja um dos mais contaminados do país.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+