• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 maiores testes nucleares da História

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      07/02/19 às 17h18

O primeiro teste nuclear do mundo aconteceu em 15 de julho de 1945. De lá para cá, 2055 outros testes já foram feitos por diversas nações ao redor do mundo. A tecnologia nuclear e a utilização dela para a criação de armas conseguem dar forma a todo potencial destrutivo da humanidade.

Os Estados Unidos e a Rússia são nomes de destaque quanto ao desenvolvimento e o envolvimento de armas e testes nucleares na História. Pensando nisso, hoje, listamos alguns dos maiores testes nucleares que já ocorreram e que vocês podem não ter conhecimento. Confira!

1 - Castle Romeo

A segunda detonação da série de testes nucleares Castle ocorreu em 1954. Todas aconteceram no Atol de Bikini. Ele foi considerado o terceiro mais poderoso da série e a energia produzida por sua detonação foi de 11 megatons. O teste ocorreu em uma embarcação em alto mar, ao invés de em um recife, uma vez que os EUA estavam ficando sem ilhas onde pudessem testar armas nucleares.

2 - Teste soviético 219

Em 23 de outubro de 1961, a URSS realizou o teste nuclear de número 123, em Novaya Zemlya. A energia produzida pela detonação da bomba foi de aproximadamente 12,5 megatons. O que poderia incinerar qualquer coisa em um raio de 2,11 quilômetros quadrados. Assim como outros testes soviéticos, não há imagens ou fotografias do momento da detonação.

3 - Castle Yankee

Castle Yankee foi o segundo maior, em força, de uma série de testes que foram chamadas de Castle. Ele aconteceu em 4 de maio de 1954, no Atol de Bikini, no Oceano Pacífico. A energia liberada pela bomba foi de 13,5 megatons. A Cidade do México, localizada a 7.100 quilômetros de distância do lugar, foi atingida pela precipitação da detonação quatro dias depois.

4 - Castle Bravo

A detonação de Castle Bravo, no Atol de Bikini,  aconteceu em 28 de fevereiro de 1954. Foi o primeiro de uma sequência de testes que ficaram conhecidos como Castle. Esta foi a maior explosão nuclear dos EUA. Inicialmente, eles previam que a detonação causaria uma explosão de 6 megatons. No entanto, eles foram surpreendidos quando a energia da explosão produziu energia de 15 megatons.

O erro de cálculo ocasionou diversos problemas. Cerca de 665 habitantes das Ilhas Marshall foram contaminadas pela radiação. Um pescador japonês que estava a cerca de 128 km do local da detonação morreu por envenenamento devido à radiação.

5 - Testes soviéticos 173, 174 e 147 (empate)

A URSS realizou uma série de testes nucleares em Novaya Zemlya, entre 5 e 27  de agosto de 1962. Os testes 173, 174 e 147 se destacam como o quinto, quarto e o terceiro mais fortes em explosões nucleares da História. Eles produziram energia de cerca de 20 megatons. Nenhuma imagem ou fotos foram liberadas destes testes.

6 - Teste soviético 219

O teste de número 219 foi realizado em Novaya Zemlya, em 24 de dezembro de 1962, pela URSS. A energia produzida pela bomba foi de 24,2 megatons. Uma bomba com essa força poderia incinerar tudo em uma raio de 5,48 quilômetros quadrados e causar queimaduras de terceiro grau em uma área de até 22 mil quilômetros quadrados. Também não há fotos ou filmagens desta explosão.

7 - A bomba TSAR

Esta explosão nuclear já testada pelo homem na história aconteceu em 30 de outubro de 1961. A URSS é a grande responsável pela detonação do artefato nuclear. Com força até 3 mil vezes maior do que a bomba usada em Hiroshima, no Japão, esta conseguiu quebrar janelas de lugares a cerca de 900 quilômetros de distância, segundo o portal Slate. A bomba gerou energia entre 50 e 58 megatons, o que é duas vezes o tamanho da segunda maior explosão nuclear.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+