Curiosidades

Os 7 mais bizarros testes de gravidez ao longo da história

0

Sem dúvidas a maternidade é um dos períodos mais bonitos da vida de uma mulher. No entanto, descobrir que uma mulher estava a espera de um bebê nem sempre foi uma tarefa tão fácil, como nos tempos modernos. Muitas soluções caseiras eram empregadas e algumas podiam ser bem bizarras.

Aqui na Fatos Desconhecidos já escrevemos sobre as 7 coisas que algumas mulheres incrivelmente conseguiram fazer durante a gravidez e os 7 fatos estranhos sobre a gravidez que ninguém te conta. Hoje, listamos alguns dos testes de gravidez mais bizarros ao longo história. Confira!

1 – Cevada e trigo

As mulheres enchiam um saco com trigo e um outro com cevada. Elas então urinavam sobre os sacos todos os dias. Caso eles germinassem, era provado que ela estava fértil e muito provavelmente grávida. Caso nada acontecesse, ela não estaria gravida.

2 – Injetar urina em animais vivos

No inicio dos anos 1900, o método consistia em injetar urina de mulher suspeitas de estarem grávidas em animais vivos e observar como eles reagiam. Mais tarde eles conseguiram provar que os hormônios contidos na urina da mulher grávida podiam causar efeitos em diversos tipos de animais quando era injetada.

3 – Cebolas para prever a gravidez

Gregos e egípcios acreditavam que uma cebola colocada próximo a vagina poderia prever a gravidez. As vezes elas eram colocadas sobre a vagina da mulher que seria testada, deixando no local por uma noite. Se ela acordasse com hálito cheirando a cebola ela não estaria grávida. Caso não acordasse com o cheiro característico, o resultado era positivo.

4 – Álcool e Vinho

No passado era bem comum misturar em um frasco contendo urina de uma mulher bebidas alcoólicas para observar sua reação. O material utilizado podia variar de acordo com a cultura ou região. No entanto, o vinho tinto era largamente utilizado, pois a bebida podia alterar sua cor na urina de uma mulher grávida ou não.

5 – Análise e diagnóstico

Na Idade Média, muitos médicos acreditavam que era possível saber o status da saúde de uma pessoa a partir de sua urina. Em alguns casos, como a suspeita de uma gravidez, por exemplo, os médicos ‘experimentavam’ a urina para fazer seu diagnóstico.

6 – Açúcar

A pessoa deveria pegar duas colheres de chá de açúcar e colocar em uma xícara. A mulher então deveria urinar sobre o açúcar pela manhã. As pessoas acreditavam que caso o açúcar formasse torrões, ao invés de apenas dissolver, a mulher estaria grávida.

7 – O dente-de-leão

A mulher deveria coletar apenas as folhas da planta e urinar sobre elas pela manhã. Caso as folhas não aparentassem algo diferente, a mulher não estaria grávida. Porém, caso surgisse bolhas vermelhas sobre elas significava que os hormônios da gravidez já estavam ativos e um bebê estaria a caminho.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

10 surpreendentes benefícios de ser trouxa

Matéria anterior

Ensaio de pinschers acaba dando errado, mas capturou a verdadeira essência dessa raça

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos