Curiosidades

7 provas que os programas televisivos de natureza mentem para você

0

A televisão é ainda um meio de entretenimento muito forte. E às vezes, queremos nos distrair com um programa mais leve, mas ao mesmo tempo divertido e que talvez até nos informe sobre algo. E é exatamente nessas horas que começamos a ver programas relacionados à natureza. E se você já assistiu, sabe o quão interessantes eles podem ser.

Neles sempre é mostrado o quão interessante os personagens da natureza podem ser. Mas acontece que as coisas não são bem assim. Para que o programa se torne interessante, técnicas e subterfúgios tem que ser usados tanto na sala de edição quanto nas filmagens. E aqui mostramos para você alguns desses truques que não somente documentários usam, mas também programas de vida selvagem.

1 – Efeitos adicionados depois

As câmeras usadas nos programas de natureza podem ser as mais maravilhosas, mas isso não impede que aconteçam ruídos na hora da filmagem. Então, o rugido do leão, a respiração de um jacaré ou o som dos cascos do cervo esmagando a neve que sempre são captados sem nenhum ruído, são adicionados na pós produção.

2 – Truques

Se sabe que os animais não estão muito preocupados em fazer truques para a câmera ou ficar parados em alguma posição sem nenhum incentivo. Então, as pessoas que produzem shows sempre usam de truques para fazer com que os animais façam o que eles querem ou fiquem na posição melhor para a câmera. Depois ainda falam que tudo foi espontâneo. Doces são os mais empregados como ferramenta para atrair os ursos.

3 – Filmado em zoológico

Documentários e programas de vida selvagem são, geralmente, filmados de longe e realmente têm que ser, mas isso dificulta fotos boas e close-ups. E para conseguir esses feitos, as soluções mais fáceis foram ir a um zoológico local, parque natural ou centro de pesquisas para filmar os animais de perto. E fazendo uso dessa técnica, um chocar de ovos de peixe se torna muito mais interessante.

4 – Não acredite do roteiro

Os roteiros de programas de natureza são dignos de Game of Thrones, indo desde irmãos que se tornam inimigos, até vilões que atacam os fracos. E é claro que a vida cotidiana não é tão épica, independente se você é humano ou animal. As histórias mostradas nesses programas têm menos a ver com os animais e mais com o corte criativo que acontece na edição.

5 – Imagens por computador

É certo que os programas de natureza, assim como todos, tem como objetivo entreter o público. E às vezes é difícil fazer com que os animais façam truques para a câmera, então, os produtores usam imagens produzidas por computador (CGI, em inglês). Alguns utilizam recursos para remover a poluição indesejada. Eles fazem uma nova adição aos programas de natureza.

6 – Sem predadores

Às vezes, achar um predador é difícil, especialmente no caso dos lobos, já que eles não são legais com as pessoas ou câmeras quando estão perto deles. E para resolver esse problema, a produção do filme IMAX de 1999, alugou lobos domesticados para colocá-los em frente às câmeras e ter frames impressionantes.

7 – Explosão de vulcão

Uma explosão de um vulcão que passou no programa da BBC Two, Patagônia: Secret Paradise mostrava relâmpagos ondulando através da fumaça. Mas essa explosão não passou de um pouco de imagem gerada em computador e de truques de câmera.

8 sintomas do TOC que vão além de gostar de querer tudo organizado

Matéria anterior

Liga da Justiça terá crossover inusitado nos quadrinhos

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.