7 razões pelas quais Hitler foi eleito

POR Mateus Graff    EM História      17/03/17 às 18h18

Adolf Hitler foi nomeado chanceler da Alemanha em 30 de janeiro de 1933, colocando um fim na democracia alemã. Guiados por idéias racistas e autoritárias, os nazistas aboliram direitos básicos e inventaram uma comunidade populacional de origem alemã. Bom, mas por que diabos os alemães elegeram um ditador para ser governante do seu país?

Realmente é algo curioso e que várias pessoas já se perguntaram como Hitler conseguiu ser eleito, e nós da Fatos Desconhecidos resolvemos trazer para vocês alguns fatores que influenciaram na eleição de Hitler, confiram:

1 - A ocupação francesa da região Ruhr

O governo alemão não aguentou os pagamentos de reparações, e no ano de 1923, eles estavam dando "calotes" regularmente, alegando que o fardo financeiro era demais para o país. Porém, os franceses estavam certos de que se tratava de uma ofensa intencional.

Logo depois, tropas francesas e belgas marcharam sobre a Alemanha e tomaram uma parte do país chamada Ruhr. Esse era o principal centro alemão de produção de carvão, ferro e aço, e sem ele, a economia nacional sofreria muito. O povo da região tentou resistir à ocupação de forma pacífica, e marcharam em greve, recusando-se a trabalhar para os ocupantes franceses. Mas nada adiantou, os franceses prenderam os manifestantes e trouxeram seus próprios trabalhadores para operar minas. Quando os alemães realizaram os pagamentos em 1925, os franceses deixaram Ruhr. Nesse momento, tinha ficado claro para a Alemanha que suas terras poderiam ser conquistadas e anexadas a qualquer momento. Devagar, a ideia de rasgar o Tratado de Versalhes estava começando a parecer mais razoável.

2 - Hiperinflação

Anos depois da guerra, a inflação saiu do controle do país e a moeda alemã caía rapidamente. Durante a Primeira Guerra Mundial, os alemães colocaram 160 milhões de marcos em suas forças armadas. Sendo assim, eles tinham 160 bilhões de marcos em dívidas, além dos 132 bilhões de marcos que precisavam pagar em reparações. Tudo piorou quando a região de Ruhr foi tomada, como contamos no item anterior.

Em 1914, antes da guerra começar, 1 dólar valia 4,2 marcos alemães, e em 1923, ano em que ruhr foi tomado, 1 dólar valia 4,2 trilhões de marcos. As pessoas estavam morrendo de fome, o dinheiro era algo inútil, e os trabalhadores começaram a ser pagos com comida, pois nada mais tinha valor na época. O ano de 1923 foi considerado um ano sombrio, onde os alemães começaram a emigrar e a taxa de suicídio disparou, até que um jovem chamado Adolf Hitler começou sua ascensão no poder.

3 - A queda do mercado de ações de 1929

No dia 29 de outubro de 1929, o mercado de ações dos EUA caiu, e foi aí que começou a Grande Depressão, e poucos lugares foram tão atingidos quanto a Alemanha. O que restou da economia alemã era construída com o dinheiro estrangeiro. Suas riquezas vinham do comércio exterior, desde 1924, seus custos eram cobertos através de empréstimos dos EUA. Quando a Grande Depressão chegou, esses empréstimos secaram e os americanos começaram a reclamar das dívidas pendentes.

A produção industrial alemã caiu para 58% de seus níveis anteriores. O desemprego disparou. No final de 1929, 1,5 milhões de alemães estavam sem trabalho. Em 1933, esse número era de até seis milhões. Mas eis que aparece Hitler para adorar o colapso da economia, pois isso fez o povo alemão começar a duvidar de que um governo democrático poderia acertar as coisas. Segundo Hitler: "Nunca em minha vida estive tão bem disposto e interiormente contente quanto nestes dias. Pois a dura realidade abriu os olhos de milhões de alemães".

4 - A Lei de Concessão de Plenos Poderes

Mesmo que a Alemanha estava no poder dos nazistas, o país ainda tinha democracia, e eles precisavam mudar isso. Sendo assim, eles vieram com a Lei de Concessão de Plenos Poderes, que dava a Hitler o poder de decretar qualquer lei sem passar por nada nem ninguém. Porém, para passar essa única lei, eles ainda precisavam do apoio de dois terlos do parlamento.

Os nazistas foram trás dos outros partidos e os pressionaram lembrando-os do incêndio no Reichstag. Uma manchete nazista dizia: "Poderes plenos - ou então! Queremos a Lei - ou fogo e assassinato!". Hitler prometeu que usaria seus maiores poderes com moderação, e os políticos infelizmente acreditavam nele. A Lei ganhou apoio quase universal, e só um partido (Social Democrata) foi contra. E foi a partir daí que Hitler tinha poder absoluto, os outros partidos foram dissolvidos, e pouco tempo depois, as eleições foram completamente canceladas. Nesse exato momento, a democracia alemã havia acabado, o fascismo tomou controle e as pessoas votaram no maldito Hitler.

5 - O escândalo de Barmat

Em 1924, o governo alemão foi pego em um escândalo. O Partido Social Democrata, liderado pelo chanceler Gustav Bauer, estava no poder na época. Eles haviam dado milhões de dólares a dois investidores holandeses, os irmãos Barmat, que prometeram transformá-lo em uma fortuna por meio da especulação cambial. Porém, eles falharam, e sua empresa de investimentos entrou em colapso, fazendo com que o governo alemão perdesse milhões.

As pessoas começaram a questionar por que eles tinham sido confiados com o dinheiro da Alemanha. Na investigação que se seguiu, a resposta ficou bem clara: o chanceler Bauer tinha aceitado subornos dos Barmats por anos. Como se esperado, o Chanceler foi chutado do governo, e os nazistas deram um pulo nessa grande oportunidade de fazer propaganda para seu partido. Os irmãos Barmat eram judeus, então os nazistas encheram os papéis de sua campanha com caricaturas de empresários judeus corruptos. Até o ano de 1930, os nazistas ainda publicavam anúncios dos escândalos de Barmat.

6 - O incêndio do Reichstag

Os nazistas estavam no poder, mas ainda não tinham a maioria. Eles tinham 37,3% dos votos, mas passavam os mesmos apertos que o Partido Social Democrata, até o fogo de Reichstag. Hitler se tornando chanceler, um simpatizante comunista chamado Marinus van der Lubbe, queimou o Reichstagm o edifício do parlamento alemão. Ele quase certamente trabalhou sozinho, mas os nazistas se aproveitaram enormemente da oportunidade. Isso, eles declararam, era a prova de que os comunistas estavam planejando derrubar violentamente o Estado.

Os nazistas usaram o artigo 48 para passar um decreto: liberdade de expressão, liberdade de imprensa, direito a reunião e restrições em investigações policiais estavam todos "suspensos" até que os comunistas pudessem ser controlados.

Ao usar o Artigo 48 durante três anos consecutivos, o Partido Social Democrata já havia estabelecido o precedente. Quando os nazistas invadiram abertamente os escritórios do Partido Comunista e suprimiram suas publicações, muitas pessoas não viram isso como uma perda de direito, mas sim como o ato de um partido político que finalmente tinha assumido o controle. Os alemães realizaram outra eleição no ano de 1933, só que dessa vez, o partido comunista não foi nem autorizado a participar, deixando o caminho livre para os nazistas.

7 - O comunismo alemão em ascensão

Na época, os nazistas não eram os únicos partidos ascensão, pois o comunismo estava crescendo muito na Alemanha. Para vocês terem uma ideia, nenhum grupo fora da Rússia era mais poderoso que o Partido Comunista da Alemanha. Quando a Revolução Russa explodiu, o partido deu todo o seu apoio a União Soviética. Eles queriam o bolchevismo para a Alemanha também. Cerca de 10 a 15% do país adorava a ideia, o suficiente para votar nela. Mas para muita gente, o comunismo era uma ameaça.

Usando isso como oportunidade, os nazistas se aproveitaram desse medo e espalharam histórias sobre os perigos do bolchevismo e de uma revolução vermelha, e por incrível que pareça, isso funcionou. À medida que os comunistas se tornaram mais populares, o resto da população tornou-se mais de direita.

Os nazistas chegaram até a enviar grupos chamados Sturmabteilung para começar brigas com os comunistas nas ruas, o que não feriu sua popularidade. O povo alemão tinha decidido que o bolchevismo eram um perigo real e que Hitler era um homem forte o suficiente para combatê-lo.

E aí, caros leitores da Fatos Desconhecidos, já sabiam todos esses motivos que levaram a eleição de Hitler? Comentem!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+