CuriosidadesHistória

7 segredos fascinantes para levar para o túmulo

0

Quando falamos sobre segredos as pessoas, normalmente, sentem receio em contar aquilo que mais temem. Esse medo pode ter motivos quanto ser infundado. A questão é que cada pessoa sabe aquilo que deve ou não manter apenas para si mesmo. Em alguns casos, manter segredos podem salvar vidas, ou ser o grande motivo da perda delas.

Algumas pessoas souberam exatamente como guardar esse tipo de segredo e levá-los para o túmulo. Claro que, em outras épocas talvez fosse um pouco menos difícil. Em determinadas situações poder-se-ia ser altamente necessário guardar o conhecimento em questão.

É muito importante lembrarmos que não estamos aqui para criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Pelo contrário, nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina àqueles que se identificarem.

Pensando nessas situações, segredos e pessoas que conseguiram mantê-los, é que a redação da Fatos Desconhecidos selecionou essa listinha com 7 segredos fascinantes para levar para o túmulo. Confira:

1 – Antonio Stradivari

01

Nasceu em 1644 e morreu em 1737. Foi um luthier que fabricava violinos, violoncelos, guitarras e harpas. Durante séculos cientistas e historiadores vem tentando descobrir o segredo de Stradivari para construir seus instrumentos. Atualmente, ferramentas modernas de pesquisas e dispositivos, como lasers de varreduras, estão ajudando os pesquisadores a testarem a teoria de que a formação cuidadosa da barriga e placa traseira influenciam, de forma excepcional, a afinação da frequência de ressonância.

As colas e vernizes usados por ele também foram intensamente analisadas mas, nada consegue explicar o som e qualidade que são emitidos por um Stradivarius. Especialistas admitem que, ainda, não existe consenso sobre o fator mais provável para explicar a superioridade, talvez seja uma combinação de todos os elementos, talvez algo que ainda não foi encontrado, ou percebido.

Fato interessante: Estima-se que Stradivari fez cerca de 1100 instrumentos. hoje, apenas 650 instrumentos ainda existem, sendo que 500 são violinos.

2 – Benjamin Franklin

02

Viveu o período de 1706 e 1790. É um dos “Pais Fundadores” dos Estados Unidos, mais conhecidos. Também possuía outros talentos, era autor, tipógrafo, teórico político, político, cientista, inventor, ativista civil, estadista e diplomata. Em 1730, Franklin reconheceu William como seu único e ilegítimo filho. Ele foi criado por seu pai, Ben, e madrasta, Deborah Rea.

Algumas teorias especulam que, a razão para não divulgar quem era a mãe de William, era porque seu pai e madrasta não estava legitimamente casado quando William nasceu e, Franklin queria levar toda a culpa, evitando que Deborah sofresse qualquer desonra. Outras evidências sugerem que a mãe era uma prostituta.  De qualquer maneira, a verdadeira mãe de William permanece desconhecida.

3 – Johann Bessler

03

Nascido em 1680, em Zittau, na Alemanha, faleceu em 1745. Alegava ter construído uma máquina que se movimentava sozinha. Em 1717, milhares de pessoas acreditavam nele. Desde os mais simplórios até os mais importantes, acreditavam que ele realmente havia descoberto o segredo de auto-sustentação.

A máquina passou por vários testes e um controle rigoroso. Havia sido construída para realizar trabalhos pesados durante longos períodos, em testes funcionou continuamente durante 54 dias. O design interno da máquina era sempre vigiado por seu construtor.

Atormentado pela paranoia e com um temperamento desagradável, além de não possuir leis de patentes na época, para protegê-lo, Bessler destruiu a máquina durante uma crise de raiva e levou o segredo para seu túmulo. A verdadeira força motriz, por trás das manifestações de Johann, e a fonte de energia que movia os pesos internos da roda, ainda permanecem sem explicação.

Recentemente, uma série de características codificadas foram descobertas entre os vários trabalhos publicados por Bessler. Ele construiu uma variedade de códigos, desde os mais simples até os mais complexos que, com o tempo, podem (ou não) revelar seu segredo. Alguns desses códigos já foram resolvidos mas, muitos ainda permanecem indecifráveis.

4 – Edward Leedskalnin

04

Foi um escultor amador letão, que imigrara para os Estados Unidos e, sozinho, construiu o Coral Castle, na Flórida. Também é conhecido por suas incomuns teorias sobre magnetismo. Leedskalnin tinha apenas 1,50m e pesava 45 kg, de qualquer maneira, fez questão de alinhar esse peso, astronomicamente, integrando-os em um plano arquitetônico grandioso, com base em dados matemáticos e astronômicos.

Ele usava apenas ferramentas simples para cortar, aparar e montar os mais de três milhões de blocos de corais para construir seu castelo. Quando perguntado como havia conseguido construir o castelo, respondeu que na verdade não era tão difícil, o segredo era saber em como fazer.

Quando moveu o Coral Castle para dezesseis quilômetros de distância de Homestead Florida, perguntou ao motorista se ele podia olhar para o outro lado enquanto descarregava as pedras de coral. Leedskalnin morreu de desnutrição, devido a um câncer no estômago, em 1951, com 64 anos, sem nunca ter revelado seu segredo.

A música Sweet Sixteen, escrita e gravada em Coral Castle, por Billy Idol, foi inspirada em um dos amores de Leedskalnin, Agnes Scuffs, que, acreditam, ter sido a principal razão de  ter construído o castelo.

5 – James Black

05

Foi um ferreiro do Arkansas e criador da faca Bowie, originalmente projetada por Jim Bowie. Bowie era famoso por suas facas de combate, em 1827. Mas, a morte de três assassinos no Texas e sua morte na Batalho do Álamos, tornando faca e ferreiro, lendas.

As facas de Black eram conhecidas por serem extremamente resistentes e flexíveis. Ele manteve seus métodos de criação de facas, altamente secreto e fazia todo seu trabalha por trás de uma cortina de couro. Muitos afirmam que Black teria descoberto o segredo da produção de aço de Damasco, um tipo de aço utilizado na fabricação de espadas no Oriente Médio entre 1100 e 1700.

As técnicas originais para a fabricação de facas de James Black não podem ser reproduzidas, até hoje. James nasceu em 1800 e morreu no dia 22 de junho de 1872, em Washington, Arkansas. Em 1839, pouco depois da morte de sua esposa, ele estava quase cego, quando seu padrasto entrou em sua casa e o atacou, como forma de vingança por ter se casado com sua filha. Após esse ataque, Black não foi capaz de continuar com seu comércio.

6 – Arne Beurling

06

Matemático e professor sueco, nascido em 1905, falecendo em 1986. Em 1940 quebrou o código alemão usado para as comunicações militares estratégicas. Esta é considerada uma das maiores realizações criptográficas da história.

Utilizando apenas fitas de telex e texto cifrado, conseguiu decifrar o código, que os alemães acreditavam ser indecifrável, em apenas duas semanas. Beurling criou um dispositivo que permitiu a Suécia trafegar pelo teleprinter alemão, atravessando a Suécia e Noruega por um cabo.

Quando foi questionado sobre como ele conseguiu quebrar o código, respondeu: “Um mágico nunca revela seus segredos.” A quebra do código nazista permitiu às autoridades suecas ficarem à par da Operação Barbarossa (nome do código para a invasão da união Soviética pela Alemanha Nazista) antes de acontecer.

7 – Leather Man

07

Ou, “homem de couro”, foi um errante viajante que andava em um círculo sem fim por mais de 600km, entre os rios Connecticut e Huson. Era fluente em francês mas, se comunicava com grunidos e festos, vestia-se com roupas grosseiramente costuradas de couro, dos pés à cabeça.

Durante seu trajeto, muito agradecido, aceitava as ofertas de tabaco fresco e/ou charutos que os moradores das aldeias o ofereciam. Quando perguntavam sobre seu suporte financeiro, logo mudava de assunto. Era um homem tão confiante em suas viagens que sabia, onde quer que fosse as pessoas estariam o esperando a cada 34 dias.

Não se sabe como ganhou dinheiro, apesar de uma lojinha ter mantido seu pedido com: um pedaço de pão, uma lata de sardinhas, biscoitos, uma torta, dois litros de café, lamelas de conhaque e uma garrafa de cerveja. Depois de uma tempestade de neve em março de 1889, seu corpo foi encontrado em sua caverna, Saw Mill Woods, em Sing Sing, Nova Iorque.

A causa de sua morte foi câncer de boca, provavelmente pelo consumo de tabaco. Suas coisas foram encontradas ao seu lado, eram equipamentos para trabalhar com couro, como tesouras, furadores, cunhas, um pequeno machado e um pequeno livro de orações em francês.

Apesar de, em sua lápide, ao lado de Letherman, ser possível ler:”lugar de descanso final de Jules Bourglay de Lyon, França”, a história publicada no jornal que afirmou conhecer seu verdadeiro nome foi retificada. De acordo com pesquisadores, sua identidade permanece desconhecida.

Então pessoal, será que vocês já conheciam alguma dessas histórias? Qual a teoria de vocês para a resolução deles? Será que vocês possuem algum segredo? E guardá-los, será que conseguem? O que acham? Se lembram de mais algum caso semelhante a esses que não mencionamos? Sugestões, dúvidas, correções? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Como seriam os personagens de Game of Thrones na versão Tim Burton?

Matéria anterior

É possível ouvir pelos olhos? Descubra

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar