• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Vendedor de cocadas compra máquinas de costura para fazer perucas para pacientes com câncer

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      02/07/19 às 15h09

Apesar de diariamente sermos bombardeados com manchetes terríveis nos jornais e revistas, ainda existe muita coisa boa acontecendo por aí. Muitas vezes, o pessimismo acaba tomando conta e não percebemos quanta gente boa e quantas boas ações estão sendo realizadas. E são nessas "pequenas" coisas que renovamos nossas esperanças de construirmos um mundo melhor.

Mesmo nas dificuldades, as pessoas ainda encontram forças para ajudarem o próximo. Em 2016, a esposa do comerciante Elenilson José da Silva, Marta Silva, foi diagnosticada com um câncer de mama. Porém, cerca de cinco meses depois de finalizar seu tratamento no Hospital de Câncer do Pernambuco, no Recife, (HCP), ela acabou falecendo.

Porém, Elenilson encontrou uma forma de renovar suas energias para seguir com a vida. Ele decidiu ajudar a instituição que havia atendido tão bem a sua esposa. O comerciante venderia cocadas para ajudar o HCP a comprar máquinas de costura para a confecção de perucas para as mulheres em tratamento na instituição.

"Eu queria que todos aqueles que já passaram por ali falassem mais sobre o hospital, porque é muito carente e é onde você vê muita gente sofrer", contou Elenilson. Ao saber que o HCP carecia de ao menos duas máquinas de costura profissionais para a confecção das perucas, o comerciante decidiu que colaboraria vendendo cocadas. "Quando eu era criança eu fazia cocada e tapioca. Hoje eu dedico a minha vida a fazer o bem", contou ele.

A entrega

Uma meta de 3 mil reais foi estipulada por ele. A expectativa foi atingida pela metade em apenas um mês e meio vendendo as guloseimas. Mas ele não estava sozinho. Amigos e familiares estavam ajudando Elenilson, que vendia seus doces em um posto de gasolina no Ibura, zona sul da cidade.

"Ele merece ser ajudado. Ele é fora de série, não tenho nem palavras para dizer. Ele é um guerreiro de Deus", disse Vânia Maria da Silva, irmã do comerciante e uma das voluntárias na venda das cocadas. Muitos dos clientes de Elenilson, ao saberem da finalidade da venda dos doces, acabavam ficam ainda mais encantados com o produto vendido por ele.

"Foi sensacional, por saber que a gente está ajudando. Show de bola, ganhei meu dia", afirmou o técnico em comunicação Marco Vinícius, em entrevista ao portal G1. Leandro da Silva, filho de Elenilson e Marta, também se mostrou muito orgulhoso de tudo o que seu pai estava fazendo. "Eu acho uma coisa excepcional da parte dele. Sério mesmo. Eu chego a até querer me emocionar, às vezes", disse ele.

A entrega das máquinas ocorreu no último dia 26 de junho, quarta-feira. O comerciante chegou no hospital para a entrega do material em uma caminhonete toda enfeitada com balões, além de rosas e um bolo. Ele foi recebido com muitos aplausos. No momento, Elenilson ficou visivelmente emocionado. "Vocês que têm um pouco, tirem um pouco de vocês para ajudar. Sempre que vocês fazem isso, Deus vai dar em dobro", disse.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+