O último pedido é um ritual comum para prisioneiros em vários lugares do mundo que trabalham com a pena de morte. A tradição geralmente permite que o condenado escolha sua última refeição, que podem ou não vir com outros pedidos. Em algumas ocasiões, no entanto, os pedidos são bem incomuns.

O costume é observado principalmente nos Estados Unidos, onde vários estados mantêm a legislação que dá direito do pedido aos prisioneiros. Seu início foi registrado na Europa bem antes dos tempos modernos, com a superstição que o oferecimento de um último pedido poderia representar a simbolização de um acordo de paz com o condenado.

Confira nessa lista alguns dos mais estranhos últimos pedidos realizados no corredor da morte, com itens que certamente não fariam parte das refeições da maioria das pessoas.

1 - James Edward Smith

1

James Edward Smith foi acusado do homicídio de Larry D. Rohus durante um roubo em um escritório. Ao ser questionado sobre o que queria como última refeição, Smith pediu por uma porção de sujeira. O desejo foi negado, e ele acabou recebendo um pote de iogurte.

2 - Ronnie Lee Gardner

2

Publicidade
continue a leitura

Ronnie Lee Gardner foi condenado por dois homicídios em 1985, o que o levou à morte por um esquadrão de tiros 25 anos depois. Para sua última refeição, não foi tão exótico, pedindo um prato de lagosta com carne, além de sorvete de baunilha e torta de maçã para a sobremesa. O diferencial esteve na exigência que deveria acompanhar os pratos: a trilogia de filmes Senhor dos Anéis, que ele queria assistir antes de morrer.

3 - William Bonin

3

Acusado de estuprar e matar 21 garotos e jovens, William Bonin foi condenado à pena de morte. Para sua última refeição, pediu duas pizzas de pepperoni e três bolas de sorvete de chocolate. Parecia apenas mais uma refeição comum, não fosse a estranha quantidade de bebida que pediu para acompanhar o prato: 18 garrafas de Coca-Cola.

4 - Philip Ray Workman

4

Publicidade
continue a leitura

O julgamento de Philip Ray Workman foi extremamente controverso, pois vários especialistas alegaram que a bala responsável pelo crime não havia sido disparada pela arma de Workman. Ele foi abordado por um policial que respondia a um chamado de roubo dentro de um restaurante da rede Wendy's. No local, Workman entrou em combate com o oficial, que acabou baleado.

Mesmo que as controvérsias apontem os problemas nas evidências, Workman foi encontrado escondido próximo da cena do crime armado e chegou a confessar que disparou no oficial. Ele declarou que não queria cometer o crime e estava sob efeito de drogas, considerando a possibilidade de um outro policial ter matado a vítima. Apesar da falta de clareza, Workman foi condenado e executado em 2007.

Antes de sua morte, ele pediu uma pizza vegetariana grande, mas não queria comê-la, e pediu que fosse dada a um morador de rua. As autoridades recusaram o pedido e várias pessoas por todo o país começaram uma campanha de distribuir pizzas para moradores de rua em homenagem ao ato.

5 - Jonathan Nobles

5

Jonathan Nobles foi condenado a morte pelo assassinato de duas jovens mulheres em 1986. Antes de sua execução por injeção letal, em 1998, Nobles se converteu ao cristianismo. Por causa disso, para sua última refeição pediu a Eucaristia, que consiste na hóstia e num copo de vinho abençoados.

Publicidade
continue a leitura

6 - Miguel Richardson

6

Miguel Richardson foi julgado e condenado pelo assassinato de dois seguranças em 1980, tendo sido executado no Texas em 2001. Richardson pediu um bolo de aniversário com a data de 23 de fevereiro de 1990 colocada sobre ele, a data de seu casamento. Para acompanhar o bolo, pediu sete velas rosas para decorar o ambiente.

7 - Odell Barnes

7

Odell Barnes era um homem do Texas que foi acusado de matar Helen Bass durante o roubo a sua residência. Os últimos estágios de seu julgamento receberam muita tenção de grupos contra a pena de morte e defensores dos direitos humanos, principalmente por conta de faltas de evidências para provar sua culpa. Antes de sua execução, em 2000, Barnes pediu por “justiça, igualdade e paz mundial” em sua última refeição.

Ao invés de se esbanjar em banquetes, esses condenados decidiram sair da normalidade durante seus pedidos. Qual deles mais te impressionou? Responda para a gente nos comentários.

Publicado em: 31/05/17 10h40