Afinal, o que há no centro da Terra?

POR Pietro Bottura    EM Ciência e Tecnologia      03/09/14 às 17h18

Não, não é um mundo subterrâneo, e não, o planeta não é oco. Nem vou responder se você citar o livro de Júlio Verne ou, pior ainda, aquele filme ridículo com o Brendan Fraser.

Não, muito pelo contrário, vamos aqui citar o que séculos de estudo confirmam através de diferentes áreas de estudo - entre elas a geologia, física, química e astronomia.

Na verdade, o centro da Terra (assim como o da maioria dos outros planetas sólidos) é feito da parte mais compactada possível de sua massa, metal comprimido em uma "pequena" esfera, mais ou menos como uma bolinha de mouse antigo gigante. É essa "bolinha" que é a responsável pela matéria que "gruda" em sua superfície e se expande até onde os limites gravitacionais permitirem, formando a crosta de um planeta com terra e outros minerais.

640px-lava_tube

 

Contrariamente ao que muita gente diz, entretanto, esse núcleo não seria de lava ou metal líquido e incandescente, e sim de material sólido. Isso porque as pressões fenomenais às quais essa matéria está submetida (pela gravidade) são mais fortes do que a força da própria temperatura, de forma que as moléculas de ferro e níquel, principais constituintes desse núcleo, não consigam se afastar o suficiente para alterar o estado da matéria (lembrete rápido de química: o que define o estado de um elemento é a coesão/agitação entre suas moléculas).

earth_interior

 

A perfuração mais profunda já feita aconteceu em 1970, e teve meros 12 km, nem o suficiente para passar da crosta terrestre. Para saber um pouco mais sobre as camadas que ficam acima do núcleo, aqui a definição delas de acordo com a distância (da superfície para o centro):

- de 6 a 75km de profundidade: Crosta

Feita de rochas resistentes, como arenito, granito, basalto e mármore. Nos oceanos, ela é mais fina do que onde não há presença de água.

- de 75 a 2.891 km: Manto

Rochas em estado de derretimento, viscosas, conhecidas popularmente como lava. A temperatura vai de 600 a até 3500 ºC, e é daí que os vulcões tiram seu suprimento para entrar em erupção.

- de 2.891 a 5.150km: Núcleo Externo

Aqui já encontramos o ferro e o níquel, geralmente junto de um outro elemento menos pesado, como enxofre ou potássio líquidos. Os gases dessa área seriam mortais para qualquer humano, por isso, fora a temperatura: de 3500 a 4600 ºC.

- de 5.150 a 6.371 km: Núcleo Interno

O real centro da Terra, que apresentamos na introdução da matéria. Sua temperatura vai a até 4900 ºC,  e o calor é tão forte que a radiação molecular seria capaz de emitir luz (se alguém conseguisse chegar nesse lugar, é claro).

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+