Curiosidades

Air Jordan: a história de um dos tênis de maior sucesso da Nike

0

O tênis Air Jordan é um dos grandes sucessos da “Nike”. Lançado em 1985, o modelo conta com uma legião de admiradores mesmo na atualidade, quase 40 anos após a grande estreia do calçado, que mais parece um item de colecionador. De fato, há aqueles que colecionam todas as edições já lançadas do Air Jordan e não os colocam no pé de forma alguma. 

O tênis foi desenvolvido pelo ex-jogador de basquete Michael Jordan em parceria com a “Nike”. Na época em que o calçado foi desenvolvido, Michael brilhava nas quadras de basquete e, ainda hoje, é lembrado como um dos melhores jogadores de todos os tempos.

A série documental “Arremesso Final”, disponível na Netflix, realiza uma retrospectiva da vida e carreira de Jordan e traz ainda mais protagonismo para os sapatos. A legião de fãs do Air Jordan é grande e conta com nomes importantes, como Jennifer Lopez, Rihanna, Gigi Hadid, Kylie e Kendall Jenner, Beyoncé, Bella Hadid, Kaia Gerber e Hailey Bieber.

Pinterest

Algumas edições especiais e limitadas do tênis fazem tanto sucesso que algumas pessoas revendem seus próprios Jordan’s por valores altíssimos. O primeiro tênis usado por Jordan e assinado pelo jogador foi recentemente vendido em leilão por 560 mil dólares, o que equivale a cerca de 3 milhões de reais.

A história do Air Jordan

Antes de sua temporada de estreia na NBA em 1984, o Chuck Taylor da “Converse” era o calçado preferido de Michael Jordan, que gostava de suas solas baixas e parte superior confortável. Mas a Nike tinha uma proposta muito atrativa para o atleta, embora ele tenha hesitado no início. Como os modelos da “Nike” costumam apresentar solados mais grossos, Michael Jordan não queria nem mesmo ouvir a apresentação do diretor criativo Peter C. Moore.

Moore projetou o Air Jordan 1, feito sob medida para atender às necessidades do atleta em quadra. Além disso, um detalhe importante no modelo era que ele havia sido projetado levando em conta os pés de tamanhos diferentes de Jordan (seu pé esquerdo calça 45 e o direito 45,5).

Sotheby’s

Com a aprovação de Michael Jordan para a proposta de Moore, a primeira edição do tênis foi lançada em abril de 1985. O tênis, que foi criado nas cores preto, branco e vermelho, foi vendido a US$ 65. O modelo rendeu US$ 100 milhões em vendas no primeiro ano e 13 novas combinações de cores foram fabricadas na sequência.

Mas foi naquele mesmo ano que o comissário da NBA, David Stern, proibiu que qualquer jogador usasse o Nike Air Jordan por violar as regras de cores da liga. Sendo assim, Stern determinou que todos os jogadores deveriam usar tênis brancos, estabelecendo uma multa de $5.000 caso o atleta usasse o tênis durante as partidas.

air jordan

NBA

No entanto, a proibição despertou ainda mais interesse no público, o que favoreceu a fama que o calçado estava começando a ganhar. Tudo isso aconteceu no dia 18 de outubro, e até hoje a data é lembrada e celebrada como o #MJDay (o dia de Michael Jordan).

Já o Air Jordan 2 demorou mais do que o previsto para ser lançado por conta do período em que Jordan permaneceu afastado das quadras. O afastamento foi necessário devido a uma lesão que o jogador sofreu. Depois de perder 64 jogos, ele voltou para a temporada 1985-86, usando Air Jordans personalizados, incluindo versões com tiras de apoio no tornozelo e solas refinadas.

Farfetch

Esses tênis foram criados para Michael antes do lançamento do Air Jordan 2, que foi revelado através de um comercial transmitido no verão de 1986. O novo modelo, desenvolvido na Itália, foi criado em duas versões: com cano alto e com cano baixo. Depois do primeiro Jordan, outros 33 modelos foram lançados e se tornaram itens de colecionador.

Fonte: Vogue

Animais podem detectar desastres naturais antes que aconteçam?

Matéria anterior

O que é o efeito placebo e como ele funciona?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos