Entretenimento

As baleias comem sem se engasgar com água

0

As baleias são animais que despertam muita curiosidade das pessoas. Uma das questões é como elas se alimentam sem se engasgar com as águas dos oceanos. Para saber a resposta leia a matéria a seguir.

Para nutrir os seus grandes corpos, algumas espécies utilizam a técnica de “alimentação estocada”. Resumidamente, elas abrem as suas mandíbulas e engolem água do oceano para, logo depois, empurrar a água para fora da boca. Enquanto isso, uma bolsa na sua garganta se esvazia e pequenos peixes ficam presos nas suas barbatanas.

Porém, apenas recentemente os cientistas tiveram a certeza de como as baleias faziam a tarefa, considerada difícil, sem se engasgar com a água do mar.

A pesquisa 

Christopher Swann/Minden Pictures

Uma pesquisa publicada na Current Biology explica que a capacidade da baleia de engolir sem se engasgar com a água do mar provavelmente é originada de uma aba única de músculo e gordura localizada na parte de trás da boca das baleias azuis e das baleias-fin.

Essa parte específica ainda não foi descrita em nenhum outro animal. A estimativa da equipe de cientistas que fez a descoberta é que todas as baleias que se alimentam de forma estocada provavelmente possuem esse “plugue de garganta especial” para auxiliá-las a ingerir grandes refeições.

“Temos muito conhecimento sobre todo esse processo da mecânica de arremessar e engolir toda essa comida, e é aí que o conhecimento para”, afirmou a autora do estudo Kelsey Gil, bióloga marinha da Universidade da Colúmbia Britânica em Vancouver para o Popular Science. “Não sabíamos o que estava acontecendo na garganta”, acrescentou.

Durante o estudo, Gil e sua equipe de pesquisadores analisaram as gargantas de 19 baleias azuis e fin mortas. Eles examinaram atentamente a anatomia da garganta. Foi preciso dissecar e manipular, cuidadosamente, diversas partes para ver como elas se movem.

“Quando abrimos a boca dessas baleias, vimos que havia um pedaço enorme de tecido na parte de trás da boca obstruindo completamente o caminho que a comida deve seguir para chegar ao esôfago e ao estômago”, relatou Gil.

Ainda de acordo com os cientistas, quando as baleias se alimentam, um “tampão oral” bloqueia o canal entre a boca e sua faringe, local de entrada para os tratos respiratório e digestivo, assim, o animal não engole e não respira água.

Essa aba é parecida com a úvula presente nos humanos, órgão que empurra para trás quando engolimos, o que evita que os alimentos ou líquidos se desloquem para o espaço atrás do nariz.

Nasa usa tecnologia para salvar tubarões-baleia de extinção

Getty images

Ainda sobre os animais aquáticos, uma tecnologia da Nasa para mapear estrelas no céu com o telescópio Hubble está sendo usada para monitorar os tubarões-baleia no oceano e rastrear suas populações.

A tecnologia foi desenvolvida pelo pesquisador da Universidade de Murdoch, Brad Norman. O Wildbook for Whale Sharks usa um algoritmo avançado para capturar imagens da espécie marinha, logo depois reúne em um banco de dados visual.

Noaman notou que a mesma tecnologia usada para mapear estrelas poderia ser usada para identificar as marcas características de tubarões-baleia. Após isso, ele ajustou o algoritmo e reuniu pesquisadores, cientistas e cidadãos para fazer as capturas ao redor do mundo. Mais de mil pessoas e 50 países já enviaram registros para o banco de dados.

O objetivo da biblioteca visual é ajudar a mapear melhor as populações, assim como conscientizar sobre os perigos que a espécie ameaçada enfrenta, com isso, promove a conservação de algumas espécies.

Fonte: Um Só Planeta

Quem é Casimiro? O streamer que é sensação da internet

Matéria anterior

Conheça a mulher de 25 anos que vive como bebê

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos