Mundo Animal

Esses são os olhos mais estranhos do reino animal

0

O nosso planeta é extremamente grande e, é claro, diverso. É impossível falar sobre diversidade no mundo sem citar os animais, já que estão por toda parte e existem milhões de espécies. Justamente por essa diversidade se pode perceber que vários animais veem o mundo da sua forma específica. Isso porque cada um deles tem seus próprios olhos.

Como resultado, nem todos animais tem a mesma visão. Além de pontos fisiológicos, como por exemplo a subjetividade da cor, diferentes seres vivos evoluíram para enxergar o mundo de forma diferente através dos seus olhos. Com isso, as estruturas e configurações oculares foram otimizadas para vários tipos de existência.

Dentre os olhos diferentes existem os mais óbvios, como as pupilas horizontais dos herbívoros. Como resultado, esses animais tem uma visão panorâmica dos seus arredores. Isso os ajuda a ver seus predadores se aproximando e a evitar os obstáculos quando estão fugindo.

Outros olhos diferentes são os dos predadores noturnos, que têm suas pupilas verticais para maximizar sua visão à noite. Contudo, existem outros olhos estranhos nesse mundo tão diverso. Mostramos alguns deles aqui.

1 – Choco

Science Alert

Os olhos do choco são bem diferentes. Até porque, nenhum outro animal tem a pupila como a dele. Sua pupila tem o formato de W. De acordo com os biólogos, essa característica ajuda esses animais a equilibrarem um campo de luz verticalmente desigual. Isso é uma coisa comum em seu habitat, que são as profundezas aquáticas.

Além disso, os chocos têm um único tipo de fotorreceptor. Como resultado, eles só veem preto e branco. Em humano isso se chama aberração cromática e pode ser um problema. Contudo, os chocos podem ter transformado o problema em solução.

Ao contrário de outros cefalópodes, os olhos dos chocos podem girar. Isso dá eles a possibilidade de ver o mundo em 3D.

2 – Pássaros

Science Alert

Dentre os olhos estranhos do reino animal, com certeza os redondos e minúsculos olhos dos pássaros estão entre eles. Os pássaros têm seis cones que dão uma visão tetracromática, uma haste e um cone duplo para que eles percebam o movimento não colorido.

Outro ponto, uma proteína dos seus olhos pode permitir que eles vejam campos magnéticos. Por exemplo, as aves migratórias conseguem navegar extraordinariamente bem e durante muito tempo. Até recentemente não se sabia como elas faziam isso. Mas os cientistas reduziram as possibilidades a uma classe de proteínas chamada criptocromos, que são sensíveis à luz azul.

Essa capacidade de perceber campos magnéticos através de seus olhos parece depender da luz azul.

3 – Anableps anableps

Science Alert

Esse animal é do gênero dos peixes de quatro olhos. Contudo, mesmo que seu nome sugira, esse animal não tem quatro olhos. Entretanto, seus dois olhos se adaptaram incrivelmente. O nicho ecológico desse animal é a superfície da água. Ele fica a maior parte do seu tempo caçando insetos dos ecossistemas aquáticos.

Os olhos do Anableps anableps estão no topo da sua cabeça para que eles tenham uma visão melhor dos insetos voadores em um ambiente aéreo. Uma outra parte do seu olho fica abaixo da superfície da água.

Nesse ínterim, cada pupila é dividida em duas metades. Uma delas fica acima da linha da água e a outra fica abaixo. Como resultado, esses peixes podem ver simultaneamente acima e abaixo da água.

4 – Camarões louva-a-deus

Science Alert

Dentre todos os olhos do reino animal, o mais complexo é o desse crustáceo marinho. Os humanos têm quatro fotorreceptores, os pássaros seis e esses camarões tem 16. Para que tantos? Eles conseguem ver todas as coisas.

A realidade é que os pesquisadores não sabem o motivo desses animais precisarem de olhos tão complexos. Eles tem fotorreceptores de cores normais, como também fotorreceptores sensíveis à luz ultravioleta.

Como se isso não fosse o bastante, esses camarões podem ver a luz polarizada. Além disso, conseguem ver a orientação das oscilações da onda de propagação da luz, e são os únicos animais que se conhece que podem ver a luz polarizada circularmente.

Fonte: Science Alert

Imagens: Science Alert

Letônia: O país mais introvertido do mundo

Matéria anterior

Como o Big Bang surgiu do nada?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos