Lugares e Construções

Assim eram alguns castelos asiáticos antes de virarem ruínas

0

Imagina conhecer o mundo antigo, exatamente como ele era? Diversas coisas do passado foram totalmente destruídas, restando apenas pequenas coisas que nos conectam a elas. Por esse motivo, diversos estudiosos dedicam suas vidas em busca do que sobrou de grandes e importantes construções do passado. No Egito, por exemplo, há escavações constantemente em busca de templos perdidos. Assim são com os castelos da Europa, onde pesquisadores ainda encontram coisas da Idade Média, por exemplo. Mas, uma coisa que é subestimada por muitos são os castelos asiáticos. Esses contam a história de civilizações antigas, mas infelizmente muitos deles hoje em dia se encontram deteriorados, seja pelo tempo ou pelas ações dos seres humanos.

Seria de muita riqueza cultural esses lugares ainda existindo. E foi pensando nisso que alguns designers gráficos da empresa Budget Direct decidiram reconstruir 6 desses castelos asiáticos. Tudo feito digitalmente para rever os lugares destruídos ao longo dos anos. Eles contaram com a ajuda  de pesquisadores e outros profissionais para dar vida às maravilhas. E nós da Fatos Desconhecidos decidimos trazer essa lista para você, caro leitor. Confira conosco e surpreenda-se.

Castelos asiáticos reconstruídos digitalmente

1 – Castelo de Hagi, Japão

O clã Möri Samurai foi derrotado por Tokugawa, na batalha de Sekigahara. Como resultado disso, teve que reconstruir a capital na pequena cidade de Hagi. O Möri teve sua sonhada vingança. O castelo se tornou a capital do domínio Chöshü. O castelo acabou sendo demolido pelo novo governo no ano de 1847. A base de pedra continuou no lugar, sendo possível fazer essa reconstrução.

2 – Castelo de Alamut, Irã

Em 1090, Haçane Seba supostamente conquistou o castelo sem usar violência. O novo Estado garantiu seu poder com ataques aos líderes inimigos. Eram chamados de “hashashin” aqueles que fizeram esses ataques, dando origem à palavra “assassino”. Após isso, a fama de Alamut acabou resultando em sua morte. Seus vários conquistadores demoliram o castelo em busca do lendário tesouro escondido. Hoje não existe muito do local, mas o governo iraniano tenta restaurá-lo.

3 – Cidade de Ghazni, Afeganistão

O ex-escravo Sebüktigin se rebelou contra seus governantes para fundar o Império Ghazni. Esse se tornou o eixo militar do país. Após a conquista da cidadela pelos britânicos em 1939, a liderança afegã precisou fugir de Cabul. O resto do local que sobrou está no topo de uma colina com vista para a cidade murada. O clima acabou danificando muito o local.

4 – Castelo Takeda, Japão

Esse castelo foi construído no século 15 pelo “Monge Vermelho”, que foi um dos responsáveis por mergulhar o Japão no século do caos conhecido como período Sengoku. Toyotomi Hideyoshi conquistou a fortaleza durante a reunificação. Após a morte de Hideyoshi, o castelo acabou sendo destruído. Hoje as ruínas do castelo estão a 353 metros acima do nível do mar. Os alicerces de pedra estão bem conservados, tendo sofrido pequenos restauros no final do século XX.

5 – Antigo Palácio de Verão, Beijing, China

O Palácio Yuanming Yuan, conhecido como Antigo Palácio de Verão, não era apenas um edifício, mas um complexo de 3,5 quilômetros quadrados de palácios, lagos, jardins, torres e esculturas. O local foi quase que totalmente destruído pelas forças britânicas e francesas durante a Guerra do Ópio.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Desertor gay foge da Coreia do Norte e descobre amor aos 62 anos

Matéria anterior

Esse embrião cresceu em um útero artificial

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.