Nosso corpo tem várias maneiras de nos falar como nós estamos, seja por mudanças de cor ou algumas coceiras. Alterações na pele, manchas, descamação e ressecamento podem nos dizer muito mais do que a necessidade de cuidados dermatológicos. Em alguns casos, isso pode significar um problema de saúde mais sério.

A coceira nas mãos e nos pés pode ser caso de colangite biliar primária. Ela também era chamada de cirrose biliar primária e é uma doença crônica autoimune que afeta o fígado e provoca inflamação e destrói as vias biliares, que são os canais que levam a bile do fígado até a vesícula biliar e até o intestino.

Condição

Publicidade
continue a leitura

Essa condição é mais comum acontecer em mulheres acima dos 30 anos de idade e a causa da colangite ainda não é totalmente conhecida, mas o que se sabe é que ela tem origem genética.

Para saber se você está com colangite biliar primária, alguns dos sintomas incluem coceira na pele, nas mãos e nos pés, inchaço na região dos pés e tornozelos, dores musculares e nas articulações, secura na boca e nos olhos, além de olhos e pele ficarem com uma cor amarelada.

Publicidade
continue a leitura

Alguns exames podem determinar o quadro de colangite biliar primária, que são feitos para avaliar o funcionamento do fígado. Mas para que o quadro seja confirmado são necessários testes específicos, como por exemplo os testes de imagem ou uma biópsia, que são pedidos pelo médico caso haja suspeita da doença.

Cura

Publicidade
continue a leitura

Essa condição não tem cura, então uma vez diagnosticada, seu tratamento é feito para manter a doença no mesmo estado, não avançando de modo que os danos no fígado não sejam tão grandes, além de também aliviar os sintomas. O tratamento da doença é feito com medicamentos, colírios e hidratantes, dependendo do paciente. Nos casos mais graves, um transplante de fígado pode ser necessário.

Publicado em: 19/10/18 18h04