Curiosidades

Colônia de 60 milhões de peixe é encontrada na Antártica

0

No mar de Weddell, coberto de gelo, na Antártica, foi descoberta uma colônia de reprodução de 60 milhões de peixes. Esse é considerado um ecossistema único, e até então desconhecido, que cobre uma região do tamanho de Malta. Essa novidade demonstra o quão pouco se conhece sobre as profundezas dos oceanos.

Essa colônia pode ser a maior do mundo. Nela está abrigado o peixe-gelo (Neopagetopsis ionah). Uma característica desse animal é que ele possui  o crânio e sangue transparentes. Essa espécie é a única entre os vertebrados que não têm glóbulos vermelhos.

Essa peculiaridade foi desenvolvida para sobreviver às temperaturas tão baixas. Por causa disso, os peixes desenvolveram uma proteína anticongelante no sangue transparente, o que impede o crescimento de cristais de gelo.

Essa nova colônia de reprodução foi encontrada em fevereiro de 2021 pelo navio alemão de pesquisa polar Polarstern. Ele inspecionava o fundo do mar da Antártica a aproximadamente meio quilômetro abaixo da embarcação. O navio utilizou um sistema de câmera, do tamanho de um carro, preso na popa do navio, que transmitiu as imagens para o convés durante o reboque. 

Essa pesquisa focava nas correntes oceânicas. Por isso, a descoberta dos ninhos de peixes foi uma surpresa. Eles foram distinguidos do fundo do mar por um círculo de pedras

“Nós vimos ninhos e mais ninhos de peixes nas quatro horas [da expedição] e, durante esse período, cobrimos cerca de seis quilômetros do fundo do mar”, afirmou Autun Purser, pesquisador de pós-doutorado no Instituto Alfred Wegener, em Bremerhaven, na Alemanha. 

O autor principal do estudo sobre colônias de peixes-gelo teve o seu artigo publicado pela revista Current Biology, em 13 de janeiro de 2022.

“Eu nunca tinha visto nada parecido em 15 anos como cientista oceânico”, contou Purser. “Depois desse mergulho, enviamos um e-mail para os especialistas em terra que conhecem peixes como esse. Eles disseram que sim, isso é muito único”.

A extensão da colônia de peixe encontrada na Antártica

Alfred Wegener Institute/PS124 OFOBS Team

Outras quatro câmeras que estavam submersas revelaram a grande extensão da colônia de reprodução, assim como a sua natureza padronizada e surpreendente.

“Esta é realmente uma descoberta surpreendente”, informou John Postlethwait, professor de biologia da Universidade de Oregon, nos Estados Unidos. Apesar de estudar esse tipo de peixe, ele não participou da pesquisa.

“Isso também é significativo. A extensão da biomassa é, pelo menos, inesperada para mim, e a extensão em que os peixes mudam a estrutura do fundo do sedimento, cria [um] habitat para uma comunidade que está em volta da teia alimentar para sustentar uma enorme variedade de espécies”, explicou.

Fonte: CNN

7 coisas que já deveriam ser socialmente aceitas

Matéria anterior

Os 6 países que nunca registraram casos de Covid-19

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos