Existem pessoas que dedicam suas vidas para ajudar outras mais necessitadas. Diante de guerras, violência nos grandes centros e diversas coisas ruins, podemos encontrar bondade em algumas pessoas ao redor do mundo. Esse professor de Gana cabe perfeitamente nesse meio. O profissional viralizou nas redes após fazer um post em seu Facebook. Sua realidade emocionou milhares de pessoas, pois mostrava a sua força de vontade perante a tanta escassez de recursos. A falta de equipamentos não era uma desculpa para que ele não ensinasse TCI (Tecnologia de Comunicação e Informação) para seus alunos.

Como não possui um computador para ele e nem para os alunos, ele ensina tudo utilizando a lousa. Owura Kwadwo, de Kumasi, contou a sua experiência e as dificuldades de ensinar a matéria para a comunidade rural do seu país. “Todo professor tem um modo de apresentar o assunto para os alunos. Esse é o meu jeito”, disse ele. Owura foi estudante de artes visuais e decidiu repassar seus ensinamentos na prática, ensinando a criação de um documento Word.

O que para nós é uma coisa simples, ainda é novidade para os alunos de classe baixa do país. O desenho que o professor faz para repassar tudo que sabe é uma representação perfeita da tela do Word. Os alunos copiam à mão em seus cadernos para poder estudar em casa. “Faço isso para que meus alunos entendam o que estou ensinando. Para que eles tenham, ao menos, uma noção do que veriam se estivessem em um computador”, contou o professor.

Publicidade
continue a leitura

Esse método de ensino parece ser muito eficaz, pois os alunos gostam muito do que aprendem com ele. “Faço questão que eles entendam bem antes de irem embora”, completou Owura. O post provocou bastante discussões no mundo inteiro. Enquanto alguns usuários das redes sociais elogiam a atitude e dedicação do profissional e falam sobre o seu improviso genial, outros questionam os motivos pelos quais ele precise fazer isso. Essas pessoas discutem o motivo de, em pleno 2018, existirem escolas que não fornecem computadores. O professor acredita que as coisas vão mudando aos poucos.

“O governo ajuda e eu acredito nele. Ele está tentando fazer o TCI melhor para os professores e alunos”, disse ele. Enquanto nas grandes cidades, como Accra e Kumasi já acontece o ensino mais eficaz, o progresso ainda está caminhando para chegar nas áreas rurais, ainda em passos lentos. “Precisamos de infraestruturas bem equipadas e recursos para ensinar e aprender. O governo tem a educação no coração”, completou ele em uma de suas falas.

Doações

Publicidade
continue a leitura

Desde que viralizou na internet, Owura vem recebendo ofertas de doações de laptops e projetores, o que foi muito bem recebido. Ele é grato por qualquer coisa que possa ajudá-lo a repassar tudo da melhor forma aos seus alunos. Além do mais, ele está planejando ajudar outras escolas da região. “Há muitas escolas com o mesmo problema. Posso ajudá-las e repassar algumas das doações para elas, para que se beneficiem também”, disse ele, preocupado com os demais. Os seus esforços e comprometimento são bons exemplos para os demais professores do país.

Na maioria das vezes, esse improviso é necessário para poder ocupar as lacunas deixadas pelos governos. TCI é um assunto essencial para os alunos que compõem a próxima geração do mercado de trabalho global. Alguns órgãos afirmaram que professores como Owura são fundamentais para inspirá-los e motivá-los a fazer o mesmo. É um belo exemplo de vida e de profissionalismo.

Microsoft

Publicidade
continue a leitura

Após o destaque que a história ganhou, a empresária Rebecca Enonchong entrou em contato com a Microsoft através do Twitter. No dia 27, a filial africana respondeu à empresária afirmando que irá auxiliar a escola da história. Eles fornecerão computadores e também o acesso ao programa de certificação de educadores da empresa, o Microsoft Certified Educator (MCE).

“Apoiar professores para permitir uma transformação digital na educação está no centro daquilo que fazemos”, escreveu a empresa. “Nós equiparemos Owura Kwadwo com um dispositivo de um de nossos parceiros, acesso ao programa MCE e recursos gratuitos para o desenvolvimento profissional no education.microsoft.com”.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Se tiver alguém tão esforçado assim em sua vida, marque  nos comentários.

Publicado em: 02/03/18 15h14