Entretenimento

Como as câimbras acontecem?

câimbra
0

A câimbra é uma contração rápida e involuntária de um ou mais grupamentos musculares, bastante dolorosa. Qualquer grupo muscular pode ser envolvido no processo da câimbra, mas o quadro acomete com mais frequência os músculos de extremidades, como pernas (especialmente na panturrilha), pés, mãos e braços.

Geralmente, as câimbras não são graves e duram menos de 10 minutos. Nesses casos, elas não indicam problema algum. No entanto, também podem acontecer devido a problemas de saúde, como falta de minerais, diabetes, doenças no fígado ou miopatia, por exemplo.

Fotolia

A explicação para tudo isso é que o nosso cérebro possui uma placa motora localizada entre o nervo e o músculo, e quando um músculo se contrai ele dispara cargas elétricas dentro do cérebro. Essa carga elétrica altera o equilíbrio entre dois minerais, o potássio e o sódio. O potássio se encontra dentro da fibra muscular e o sódio fora dela, e então temos um problema: a ordem dos minerais dentro do músculo. 

O desequilíbrio nos teores de sódio e potássio, causado por má alimentação, provoca uma inversão de posição dos minerais, o sódio passa a ocupar o lugar do potássio e vice-versa, o músculo então se contrai involuntariamente e ocorre a câimbra. Acompanhe, abaixo, os principais motivos para o surgimento dessa condição.

Excesso de exercício físico

Quando se faz exercício muito intenso ou por muito tempo, é comum o surgimento de câimbras. Isso acontece devido à fadiga muscular e à falta de minerais no músculo, que foram consumidos durante o exercício. Nesta situação, as cãibras podem surgir ainda durante o exercício ou até algumas horas depois. Semelhante ao exercício, ficar parado muito tempo, especialmente na mesma posição, também pode fazer com que essa dor surja nos músculos por falta de movimento.

Desidratação

As cãibras podem muitas vezes ser também um sinal de desidratação leve ou moderada, que é quando existe menos água que o normal no organismo. Este tipo de causa é mais frequente quando se está num ambiente muito quente, quando se transpira por muito tempo ou quando se está tomando remédios diuréticos, que causam grande perda de água.

Falta de cálcio ou potássio

Alguns minerais, como o cálcio e o potássio, são muito importantes para a contração e o relaxamento dos músculos. Assim, quando o nível desses minerais está muito baixo podem surgir câimbras frequentes. A diminuição de cálcio e potássio é mais comum em mulheres grávidas, em pessoas que usam diuréticos ou que estão tendo crises de vômitos, por exemplo. No entanto, também pode acontecer pela pouca ingestão de alimentos que possuam esses minerais.

Má circulação

Pessoas que têm má circulação também podem apresentar câimbras mais frequentemente. Isso acontece porque, como existe menos sangue chegando nos músculos, também há menos oxigênio disponível. Este tipo de câimbra é mais comum nas pernas, principalmente na região das panturrilhas.

Tétano

Embora seja mais raro, o tétano é outra das possíveis causas para o surgimento de cãibras frequentes, já que a infecção causa uma ativação constante das terminações nervosas em todo o corpo, o que causa câimbras e contrações musculares em qualquer local do corpo.

Problemas de saúde

No geral, o surgimento de câimbras não é algo grave. Porém, dependendo do histórico de saúde do indivíduo, essa condição pode ser um indicativo de que as coisas não vão bem. Diabetes e doenças no fígado são duas doenças que costumam vir acompanhadas de câimbras frequentes. Por esse motivo, se a fisgada em alguma parte do corpo passar a ocorrer com frequência, o ideal é que se procure um médico. 

Outros pontos que indicam gravidade na ocorrência da câimbra são dor muito intensa que não melhora após 10 minutos, surgimento de inchaço e vermelhidão no local da fisgada, desenvolvimento de fraqueza no músculo após a dor e, como já dito, câimbras que surgem muitas vezes em poucos dias.

Como aliviar a câimbra

O tratamento para câimbra, normalmente, é feito com o relaxamento do músculo afetado e massagem no local, pois não existe um tratamento específico. Também é possível colocar gelo no local para que a recuperação aconteça mais rápido. Além disso, para prevenir que a dor surja novamente é importante comer alimentos ricos em potássio, magnésio e cálcio, como banana ou água de coco e beber cerca de 2 litros de água por dia, especialmente durante atividades físicas. 

Shutterstock

Para evitar a condição, também é importante fazer alongamentos antes e depois do exercício físico. Algumas pessoas costumam sentir a fisgada durante a noite porque, durante o sono, é comum que fiquemos longos períodos em uma mesma posição, comprimindo alguns músculos específicos. 

Isso favorece o surgimento das câimbras e, por esse motivo, também é válido fazer alongamentos antes de dormir. Já nos casos em que a dor surge por conta de doenças, outros tratamentos podem ser administrados pelos médicos, como a recomendação de suplementos nutricionais ou remédios específicos para cada problema.

É importante ressaltar que câimbras em excesso podem desencadear alguns problemas. Isso se dá porque contrações musculares recorrentes acabam por lesar fibras musculares, liberando na circulação alguns elementos que podem ser tóxicos para o organismo – processo conhecido como rabdomiólise. Sendo assim, caso o processo ocorra com frequência, é importante consultar um médico.

A importância do travesseiro certo para cada pessoa

Matéria anterior

O planeta que tem dias e noites infinitos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications