Como o gato consegue sobreviver a grandes quedas?

POR A redação    EM Natureza      21/09/15 às 15h52

Quem tem gato ou já conviveu com um, sabe que os felinos têm habilidades surpreendentes. Se escondem, saltam de lugares altos, abrem portas e entram em lugares minúsculos. Os felinos também são capazes de ficar nas posições mais estranhas possíveis, não é mesmo?

Você já parou para pensar que um gato é capaz de sobreviver a queda de um prédio? Isso aconteceu com uma gata na cidade de Boston, Estados Unidos, depois de uma queda de 19 andares. Essa história levantou a questão de como os gatos conseguem escapar vivos de quedas de grandes alturas. A dona de Sugar, tinha deixado uma janela entreaberta para que a gata se refrescasse, mas ela saiu e caiu em um gramado.

Mas qual é o motivo para que um felino sobreviva a queda de grandes alturas? E tem mais! Em muitos casos eles saem sem nenhum arranhão. Confira!

habilidades-e-funcoes-corporais-animais-incriveis-1Há uma razão para dizermos que os gatos têm sete (ou nove) vidas. Segundo biólogos e veterinários, a habilidade dos gatos de sobreviverem a estas grandes quedas é uma questão simples de física, biologia da evolução e fisiologia.

Em um estudo realizado em 1987, que analisou casos de 132 gatos que caíram de grandes alturas e foram levados para uma clínica veterinária especializada em emergências em Nova York, os cientistas observaram que 90% dos animais sobreviveram e apenas 37% precisaram de atendimento de emergência para continuar vivos. Um dos gatos, que caiu de uma altura de 32 andares diretamente no concreto, teve apenas um dente quebrado e um problema no pulmão. Ele foi liberado 48 horas depois. Dá para acreditar?

A natureza também construiu os gatos de forma que eles são praticamente imunes a quedas. Isso não apenas significa que eles podem cair de uma árvore e sair ilesos; um gato poderia até mesmo sobreviver a queda de um avião! Mas não tente jogar um de lá de cima, isso provavelmente vai chateá-lo. Mas porque eles têm essa resistência? Será que seu corpo é flexível o bastante para isso?

pordentroAlguns cientistas afirmam que os corpos dos gatos foram construídos para resistir a quedas, desde o momento em que estão em pleno ar até o instante em que atingem o chão. Isso porque, eles possuem uma área de superfície do corpo grande em relação ao peso, o que reduz a força com que chegam ao chão em uma queda. A velocidade máxima alcançada por um gato em queda é menor comparada a humanos e cavalos, por exemplo.

Você sabia que todos os gatos têm uma velocidade terminal de cerca de 96 km/h? Nem perto da velocidade de 193 km/h de animais maiores. Para um gato, não há praticamente nenhuma diferença entre uma queda de 15 metros e uma queda de 1.500 metros, exceto que ele vai ficar no ar por alguns segundos a mais. Curioso, não?

Estranhamente, uma queda de quatro andares é estatisticamente mais perigosa para um gato do que uma queda de 40 andares. Isso mesmo! A probabilidade de lesões após sete andares é bem menor para os felinos porque a maioria dos gatos atinge sua velocidade terminal a essa distância, permitindo-lhes se preparar adequadamente para a queda.

Vale lembrar que gatos são animais que vivem, essencialmente, em árvores. Quando não vivem em casas ou nas ruas de uma cidade, eles tendem a viver em árvores. Biólogos afirmam que, sendo assim, cedo ou tarde eles acabam caindo. Os processos evolutivos deram a eles a capacidade de sobreviver a quedas.

Confira o vídeo

Fonte: BBC 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+