Curiosidades

Conheça a modelo que tatuou o gato de estimação

0

Uma modelo ucraniana foi duramente criticada em 2017 após publicar em suas redes sociais fotos de seu gato de estimação tatuado. Elena Ivanickaya, uma influencer entusiasta do universo fitness, não só publicou fotos do animal com a tatuagem como também divulgou os registros do animal sedado antes de ter a pele marcada.

A atitude da modelo foi rotulada como cruel e causou tanta indignação que o fato acabou chegando às manchetes dos maiores meios de comunicação internacionais. Ao invés de recuar e deixar que a maré se acalmar, Ivanickaya mostrou que estava avessa a toda cobertura midiática, ao continuar publicando fotos do felino tatuado em suas redes sociais.

O gato tatuado

O fato ocorreu em 2007, mas, novamente, veio à tona este ano, quando novas fotos do gato surgiram foram compartilhadas entre os navegantes da web. A reação dos usuários das redes sociais foi praticamente a mesma que em 2017. A ucraniana, mais uma vez, foi vítima de árduas críticas.

Como resposta, a modelo, em uma de suas publicações, escreveu: “A vida desse gato é melhor que a de vocês. Talvez, para você, ter uma tatuagem é demais, mas saiba que meu gato está bem. Ele, por exemplo, até hoje, não foi castrado e, provavelmente, nunca será, até porque a castração, ao meu ver, é mais cruel que uma simples tatuagem”.

“Eu tirei todas as minhas dúvidas com o veterinário antes de fazer a tatuagem. Além disso, o profissional esteve presente durante todo o procedimento. Tudo estava sob controle”, concluiu.

De acordo com Ivanickaya, a agulha utilizada para realizar a tatuagem só penetrou 1-2 milímetros da pele do animal. “O gato não sentiu nenhuma dor, nem durante e nem mesmo após o procedimento”.

Ainda segundo a modelo, o gato se comportou normalmente após o efeito da anestesia e, como não houve nenhum contratempo, o animal continuou normalmente com sua rotina.

Reações

Mesmo expondo todos os fatos, aqueles que se depararam com as fotos do gato tatuado não aceitaram a retórica de Ivanickaya. Usuários do Instagram, que amam animais têm inundado, a seção de comentários das publicações de Ivanickaya com inúmeras críticas, acusando-a de ser uma pessoal cruel ou pedindo às autoridades que tomem providências.

“Isso não está ok, apague e busque ajuda profissional. Alguém precisa salvar este pobre bebê”, escreveu uma mulher. “Isso é abuso de animais”, comentou outro usuário. “Eu não entendo como você pode fazer algo assim com o seu próprio gato, afinal, nem você tem tatuagens… Você achou que isso lhe daria mais seguidores, é isso? Você é uma hipócrita, você não merece estar com esse bichinho”, desabafou uma das seguidoras de Ivanickaya.

Apesar da gama de reações, a modelo parece não ter se arrependido. Ivanickaya, ao que parece, reagiu às acusações apenas uma vez e o simples fato de continuar postando fotos do gato tatuado mostra como a modelo não se importa com a opinião alheia.

Curiosamente, essa controversa tendência de tatuar animais de estimação não é novidade. Em 2012, um tatuador russo fez a mesma coisa com seu gato de estimação. Em 2017, outro tatuador, também da Rússia, seguiu os mesmos passos de Ivanickaya. No geral, todos foram alvos de críticas.

Macaco da Neuralink joga videogame com o cérebro, segundo Elon Musk

Matéria anterior

Como é essa doença degenerativa rara do influencer PC Siqueira?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos