Conheça a origem da arroba, hashtag e outros símbolos do teclado

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      27/08/15 às 16h30

Trabalhamos, estudamos e estamos sempre a frente de um computador. Mas nunca paramos para pensar de onde vieram ou quem inventou essa tecnologia e seus símbolos usados no mundo todo. Cada símbolo ou marca é como um padrão universal de sua tecnologia.

O teclado está cheio de símbolos incomuns, e cada vez mais são usados na internet. Mas você sabe realmente o que eles significam? E sua origem? Cada um deles tem sua pequena e estranha história. Conheça a origem desses símbolos que circulam mundialmente nas redes.

Muitas pessoas criam outras imagens com esses símbolos, as famosas carinhas. Tenho certeza que pelo uma vez você já usou alguma! Se não, experimente. Esses sinais têm inúmeras funções, não só em conteúdo, mas também em designer. Confira a origem dos símbolos!

O sinal de arroba

_318-36334

 

O sinal @ veio muito antes de endereços de e-mail. O primeiro uso documentado foi em 1500 para denotar unidades de vinho (chamado ânforas). A partir do momento em que foi incluída nos endereços de e-mail, foi que ela se tornou popular e um elemento inconfundível.

Conhecida por todos, sua origem é incerta, mas sua utilização na informática ocorreu pela primeira vez por volta de 1971 por Ray Tomlinson um programador da BBN Technologies.Ele teve a ideia de usar o símbolo para separar o nome de usuário do nome do terminal do computador. A diferenciação não só funcionou como tornou-se diferencialmente agradável, sendo adotada como padrão mais tarde. Ela foi e ainda é usada para indicar a localização de endereços de e-mail.

O sinal de cifrão

money_7

 

Conhecido como cifrão, com o passar dos anos as moedas passaram a ter uma representação gráfica, geralmente constituída por duas partes: uma sigla de designação abreviada para o padrão monetário, que varia de país para país, e o cifrão que é o símbolo universal do dinheiro e origina-se etimologicamente do árabe "cifr" que em português também originou cifra. Alguns acreditam que o símbolo vem do "P" por pesos mexicanos ou espanhóis, e ao longo do tempo, o "S" foi escrito sobre ele para popularizá-lo, formando o $.

A porcentagem

mathematics-149434_640

 

A porcentagem, mundialmente conhecida no mundo das exatas, é uma fração evoluída. Isso mesmo! Os cálculos eram feitos sem a utilização do símbolo, eram realizados de formas simples, com a utilização de frações decimais. O surgimento dos juros, lucros e prejuízo obrigou os matemáticos a fixarem uma base para o cálculo da porcentagem. No ano de 1440 até 1600, a fração mudou de lado e tornou-se o sinal que conhecemos hoje. O nome provavelmente vem do italiano.

O asterisco

asterisk-39252_640

 

A pequena estrela é uma reivindicação de origem grega. Alguns acreditam que a primeira vez que foi usado, foi para marcar o nascimento ou morte de alguém. Geralmente é usado para marcar uma referência de rodapé de um texto e um caractere-curinga na informática.

O comercial

georgia

 

O comercial é geralmente usado em nomes de comércio ou empresa. O nome é mais recente. Provavelmente vem da corrupção da era de 1800 que significa "e por si só".

Hashtag

l.jpg

 

Tags são palavras-chave ou termos associados a uma informação, tópico ou discussão que deseja indexar de forma explícita no aplicativo Twitter, Facebook, Google+ e Instagram. É quase impossível alguém não conhecer as hashtags, ela é uma expressão bastante comum entre os usuários das redes sociais. É conhecida também como "jogo da velha" ou "quadrado".

Elas tem o poder de categorizar os conteúdos publicados na internet, cria uma interação dinâmica com os outras pessoas das redes sociais. A hashtag surgiu no Twitter, como sugestão do desenvolvedor e defensor do software, Aberto Chris Messina. E não é que pegou?

Fonte: Vox 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+