• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça a curiosa enfermidade chamada de ''doença do beijo''

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      19/03/19 às 18h45

Quase todo mundo beija ou tem planos para beijar alguém algum dia. Algo capaz de despertar princesas em sono eterno ou transformar sapos em príncipes, o beijo é considerado uma coisa mágica nos filmes e também em alguns momentos da vida real.

O beijo é um ato de entrega e intimidade, mas muitas vezes ficamos nervosos e não sabemos bem como lidar com a situação. O beijo é o começo de tudo, é o primeiro contato físico com uma pessoa e é pelo beijo que outras coisas poderão acontecer. Mas por mais que o beijo seja uma coisa mágica entre duas pessoas, ele pode ser perigoso.

Mesmo que você não saiba, é possível que você tenha passado a doença do beijo. Ela normalmente acontece com uma fadiga e febre e por isso, várias pessoas podem a confundir com outras doenças, pois a mesma só é descoberta quando uma análise mais minuciosa é feita. Essa doença é passada através de um vírus que é transmitido pela saliva e pode ser transmitido em qualquer idade.
Segundo os médicos, o mais adequado é pegar o quanto antes na vida, para ser rapidamente imunizado, mesmo que não seja inteiramente certo de que não sofreremos com ela novamente.

Doença

Ela se trata de uma doença infecciosa que é causada por um vírus chamado Epstein-Barr. Ele é um tipo de herpes que é transmitido através da saliva humana. É possível adquiri-lo, além do beijo, quando compartilhamos um refrigerante com um amigo, mas ela essencialmente vem pelo beijo.

Quando alguém é infectado por esse vírus, a pessoa sente uma fadiga, febre alta, dor de garganta e até mesmo algumas erupções no corpo. Se a pessoa que foi infectada tiver entre nove e treze anos, os sintomas irão aparecer entre uma ou três semanas depois de ter sido transmitido. Em adultos esse tempo aumenta para oito semanas até a incubação.

Geralmente, os sintomas são confundidos com os da gripe e apenas com um exame de sangue é que possível determinar claramente que a pessoa tem o vírus Epstein-Barr e que está com a chamada doença do beijo.

Sem cura

Ela não tem cura. A única coisa que se pode fazer é passar a semana febril depois do trágico beijo que passou o vírus. Outra coisa que tem que se levar em consideração é que o vírus permanecerá no corpo da pessoa pelo resto de sua vida, mas inativo.

O vírus pode aparecer mais vezes ao longo da vida quando a imunidade cair ou se tiver um problema no sistema imunológico. O que se pode fazer é consumir bastante vitamina C para que a imunidade seja fortalecida.

O fato é que é comum as pessoas terem essa doença entre os 15 e 30 anos, sendo mais comum entre os 14 e 18 anos. Mas mesmo com essa doença, não se deve ter medo do beijo, ele é uma prática habitualmente saudável. O beijo é uma dose maravilhosa de endorfina, reduz o estresse e alivia as dores, além de cuidar do coração. A doença do beijo dura apenas uma semana.

Próxima Matéria
Via   Super curioso  
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+