Conheça 'Norman', a inteligência artificial mais perturbada já desenvolvida

POR Natália Pereira    EM Mistérios & Horror      29/05/18 às 18h38

Qual a sua opinião sobre as inteligências artificiais que estão sendo desenvolvidas atualmente? Acontece que, mesmo que esse assunto já tenha ganhado repercussão a bastante tempo, pairando sobre os mais diversos pontos de vista, algumas pessoas ainda temem o momento em que isso se torne uma realidade presente em nossas vidas. Afinal, será que elas serão realmente pacíficas, como o esperado, ou irão se voltar contra nós no futuro?

O problema de toda essa discussão é que, independente de quanto tempo ela dure, não saberemos a verdade sobre ela até que isso aconteça de verdade. Ainda assim, não há nada de errado em especular sobre as possibilidades, certo? Mas, se você é a favor do desenvolvimento dos AIs, talvez essa matéria te faça mudar de ideia. Afinal, acaba de surgir a primeira inteligência artificial com tendências psicopatas.

Norman, a inteligência artificial psicopata

Não precisa conhecer muito sobre clássicos para saber de onde surgiu o nome desse AI. Ele foi inspirado no famoso personagem, Normal Bates, presente no filme 'Psicose' - de 1960. Para aqueles mais novos, que nunca viram o filme, você provavelmente já assistiu a série intitulada como 'Motel Bates', que é habituada sob o mesmo personagem. E, tomando esse icônico personagem como sua inspiração, fica fácil entender o porque de sua referência e da descrição como psicopata.

Mas o que esse AI teria de tão assustador? Apesar de não sair por aí matando as pessoas - como o personagem do filme, as suas resposta para o teste psicológico de Rorschach são realmente assustadoras. Ele foi desenvolvido pelo MITInstituto de Tecnologia de Massachusetts, e faz parte de um experimento. A intenção do grupo é entender como a inteligência artificial pode se desenvolver caso seja exposta a influências e informações ruins. E, para que isso fosse possível, Normal ficou em contato com um dos lados mais sombrios do Reddit - que tratava da 'realidade perturbadora da morte'.

As respostas de Norman comparadas a de um AI padrão

 

Como você podê ver, as respostas de Norman foram completamente diferentes das do AI padrão. Afinal, apesar de ambos terem aprendido a entender legendas e criar suas próprias descrições textuais sobre as imagens apresentadas, o Norman acabou mantendo um banco de dados mais obscuro devido suas referências anteriores. Além disso, é bom lembrar que a intenção do experimento era mostrar o perigo de se ter um AI que recebeu dados ruins, desenvolvendo uma "personalidade" perversa.

E, para tentar reverter a "mente" perturbada de Norman, os próprios desenvolvedores convidam a todos para participar de um teste no qual você mesmo responde ao que vê nas imagens. Aparentemente, as suas respostas seriam adicionadas ao bando de dados do Norman para ver se a sua personalidade muda como o tempo, se tornando mais 'humana', ou se permanece a mesma. Para isso, basta entrar na sua página do Reddit intitulada como 'Normando'. O que acharam? Pretendem participar para ver como ele se desenvolve? Comenta aí o que acha que vai acontecer com ele no futuro. Ele vai se tornar um AI bonzinho se receber a influência certa ou continuara sanguinário?

Via   Normando     LiveScience     Uol  
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+