Conheça o anticoncepcional revolucionário, seguro e eficaz para homens

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      20/03/18 às 18h26

A pílula anticoncepcional é um método de controle de natalidade, ou seja, um remédio que previne a gravidez. Quando ela é consumida pelas mulheres, seus efeitos inibem a fertilidade feminina. Usadas desde os anos 60, talvez o anticoncepcional seja hoje um dos métodos de controle de natalidade mais usados em todo o mundo.

Como citamos, esse método é usado pelas mulheres, mas apenas por elas. Os homens contam com o preservativo e a vasectomia como método contraceptivo. Mas e que tal um anticoncepcional masculino? Parece que alguns cientistas acabaram de desenvolver novos protótipos da pílula para os homens. Nós explicaremos essa história com detalhes para vocês.

Anticoncepcional masculino

Estamos falando da dimetandrolona undecanoato (DMAU), uma substância que nos últimos tempos vem se mostrado segura e muito eficaz. No caso, esse anticoncepcional combina atividades de andrógenos (como a testosterona e progestina) e deve ser tomando apenas uma vez ao dia, bem como a pílula feminina.

Stephanie Page, professora de medicina na Universidade de Washington e coautora do novo estudo, diz que "o DMAU é um importante passo no desenvolvimento de uma "pílula masculina" diária." Ela ainda diz que muitos homens afirmam que prefeririam uma pílula diária como contraceptivo reversível do que injeções de longa atuação ou géis tópicos, que também estão sendo desenvolvidos."

O estudo

Na pesquisa realizada, cerca de 80 homens (entre 18 e 50 anos) foram divididos em grupos. Cada grupo usou diferentes doses do DMAU durante 28 dias. Ingerida com alguma refeição 1 vez por dia, apenas dessa maneira a substância consegue ser efetiva.

Foi observado o efeito de várias doses e fórmulas diferentes. O teste com outras substâncias foi distinto, pois o DMAU não causa inflamação no fígado e não exige que os homens tomem doses diárias (por causa da presença do undecanoato).

As doses de 400 gramas do DMAU (as mais altas), apresentaram uma supressão nos níveis de testosterona e de dois hormônios presentes da produção do esperma. Page diz que tais mudanças são coerentes com a efetividade de contraceptivos masculinos apresentados em estudos a longo prazo.

Todos os participantes da pesquisa foram aprovados nos testes de segurança, que tinham avaliações sobre o funcionamento do fígado e dos rins. Page afirma que "estes resultados promissores não têm precedentes no desenvolvimento de protótipos de pílulas masculinas".

Mas e você, caro leitor, tomaria um anticoncepcional masculino? Comente!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+