Ciência e Tecnologia

Conheça o sangue artificial criado no Japão

0

Ao passo que a tecnologia se desenvolve, muitas são as soluções encontradas para muitos problemas da humanidade. Algo que, infelizmente, ainda não conseguimos resolver, mesmo com toda a evolução da ciência, é a falta de órgãos e sangue suficiente, para atender a demanda daqueles que aguardam em longas filas, por uma oportunidade de voltar a viver suas vidas, normalmente.

Entretanto, parte disso, pode estar prestes a mudar. Isso graças as pesquisas e descobertas de cientistas, no Japão. Eles conseguiram desenvolver um “sangue artificial” que, ao menos em teoria, pode servir em transfusões de sangue para todos as pessoas, independente do tipo de sangue que eles tenham.

Apesar da invenção ser algo incrível, e digna de todos os prêmios para seus inventores, ainda é muito cedo para comemorarmos. Até o momento, ela só foi testada em 10 coelhos, e os resultados foram mistos. Os cientistas agora precisam testar o tal sangue artificial em humanos e observar como tudo funciona.

Caso tudo seja um sucesso, poderemos então, talvez, testemunhar a invenção do século. Não é de se estranhar toda a empolgação da comunidade científica em relação ao tema. Milhões de vidas poderiam ser salvas, caso tal experiência se mostrar eficaz. E, como dito anteriormente, isso resolveria o problema das longas filas de espera por transfusões.

Nos dias atuais, caso você precise receber uma transfusão sanguínea, é necessário que, nos hemocentros, estejam disponíveis bolsas de sangue compatíveis com o seu, ou de algum doador universal, como o sangue tipo O negativo. Dessa forma, um sangue, que atendesse a todos os tipos, nos faria dar um salto sobre um problema básico e que ainda não havíamos encontrado solução.

Sangue artificial

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a OMS, são coletados todos os anos 117,4 milhões de bolsas de sangue no mundo todo. E, estes números não estão nem de longe próximo do suficiente. Pensando nisso, pesquisadores japoneses se empenharam em criar uma solução para tal problema. A invenção foi relatada em detalhes na revista Transfusion.

Assim, os pesquisadores se propuseram a desenvolver um substituto artificial do sangue. Algo que imitasse e cumprisse todas as funções do sangue biológico. Principalmente, o armazenamento e transporte de oxigênio. Além de, obviamente, poder ser utilizado em uma pessoa que sofreu uma grande perda de sangue, durante a cirurgia ou após um trauma.

As hemoglobinas agem no transporte do oxigênio e na devolução do dióxido de carbono para os pulmões. Para ‘substitui-las’, no sangue artificial, os cientistas desenvolveram “vesículas de hemoglobina”, com um diâmetro de apenas 250 nanômetros.

Desse modo, elas conseguiriam realizar o transporte de oxigênio pelo corpo como o sangue biológico realiza. Isso juntamente com as nanopartículas hemostáticas baseadas em lipossomos. Elas seriam então misturadas ao plasma, aquela base de cor amarelada do sangue.

Testes

Dez coelhos, que foram submetidos a uma hemorragia letal, por lesão hepática, passaram por transfusões, onde o sangue artificial foi utilizado. Seis deles sobreviveram. De acordo com o estudo, essa é a mesma taxa de sucesso de uma transfusão de sangue biológica. Além do mais, nenhum deles apresentou reações adversas graves, durante o estudo.

Por outro lado, não está claro se o material pode acarretar problemas de saúde a longo prazo. Isso porque os pesquisadores ainda não realizaram pesquisas sobre a segurança do sangue em relação ao tempo. Os cientistas também alertaram que as descobertas “podem não ser generalizáveis ​​para os seres humanos”.

De qualquer forma, é um pouco consolador saber que ao longo das últimas décadas foram realizadas muitas tentativas de encontrar um substituto confiável para o sangue com um certo sucesso. E, apesar das limitações, essa invenção pode facilmente vir nos ajudar a encontrar um substituto universal ao sangue biológico no futuro.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Explosão de Deepwater Horizon, o acidente que criou no mar um deserto abissal

Matéria anterior

Mulher sem-teto viraliza na internet por sua incrível habilidade de canto

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Continue no navegador
Toque para instalar Adicionar à tela inicial
Adicionar à tela inicial
Fatos Desconhecidos
Adicione o atalho da Fatos na sua home
Instalar
Instalar
Adicione o atalho da Fatos na sua home
Instalar
See this post in...
Fatos Desconhecidos
Chrome
Adicionar Fatos Desconhecidos à tela inicial
Close

For an optimized experience on mobile, add Fatos Desconhecidos shortcut to your mobile device's home screen

1) Press the share button on your browser's menu bar
2) Press 'Add to Home Screen'.