Criança fica sozinha em casa durante 22 horas e morre de overdose

POR Natália Pereira    EM Mundo Afora      10/04/18 às 19h18

Uma criança exige muitos cuidados e qualquer mínimo descuido pode acabar de forma trágica. Por esse motivo, nem todos podem ser considerados apitos para cuidar apropriadamente de uma criança, de forma que esta permaneça segura e bem. E, mais uma vez, a negligência de alguns adultos acabou causando a morte de uma criança inocente. Esse caso tem gerado polêmica nas redes sociais e o motivo para isso é bem obvio.

A história triste que acabou tirando a vida de uma menina de 3 anos aconteceu entre os dias 5 e 6 de janeiro na cidade de Greencastle. De acordo com alguns relatos, esta pode ser a vítima mais jovem de overdose de drogas na Pensilvânia. Algumas brechas no caso permanecem mal resolvidas e deixam toda a história ainda mais estranha. Os pais da menina estão sofrendo acusações por sua morte, o que torna tudo ainda mais triste.

A história de Logan Starliper

Apesar da morte de Logan Starliper ter acontecido em janeiro deste ano, as investigações sobre seu caso ainda não foram encerradas. Pelo que se sabe, a garota de apenas 3 anos de idade foi colocada para dormir em sua cama aproximadamente as 22 horas e 30 minutos do dia 5 de janeiro. Ela teria ficado sozinha durante as próximas 12 horas até que Brian Bennett, o namorado de sua mãe, "espiou" a garota e afirmou que ela estaria dormindo. Mas, na verdade, ela só foi verificada realmente pela sua mãe, Brittany Higgins, cerca de 22 horas depois de ser colocada para dormir. Foi as 21 horas do dia seguinte, 6 de janeiro, que Logan foi encontrada pela sua mãe já morta em seu quarto.

As autoridades foram acionadas por Brittany assim que ela encontrou a filha morta. A autópsia feita no corpo da menina, assim como testes toxicológicos, mostraram que ela havia morrido de overdose por Metanfetamina e Buprenorfina - usada para o tratamento de dependências. Uma investigação mostrou que ambos os pais faziam o uso regular da droga e também tinham o medicamento em sua casa. Alguns relatos afirmaram que eles usavam a droga em seu quarto e o local "seguro" em que ambos guardavam a substância divergiu em seus depoimentos.

As acusações

Tanto Brittany Higgins quanto Brian Bennett, ambos de 29 anos, estão sendo acusados pelo ocorrido. O casal recebeu acusações de assassinato em terceiro grau, negligência infantil, posse de drogas e homicídio involuntário. A coletiva aconteceu no mês passado e os investigadores acreditam que os dois abusavam da garota de outras formas. Alguns amigos e familiares relataram ter isto hematomas inexplicados no corpo da menina alguns meses antes de sua morte. As autoridades também encontraram canos queimados na casa mas não tem certeza sobre como a menina conseguiu ter contato com as drogas e o caso continua. Muitas pessoas apresentaram suas opiniões sobre o caso. E você, o que pensa a respeito desta história?

Via   KWCH12     JournalPost     TheGoldwater  
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+