Curiosidades

Cybertruck: quem comprar a picape de Musk está “proibido” de vendê-la

0

Com o passar do tempo, os carros foram ficando cada vez mais modernos e se adaptando às novas necessidades. E existem empresas que são conhecidas pelo seu design e pensamento futurístico, como é o caso da Tesla. Recentemente, a empresa impressionou a todos quando revelou o visual nada convencional do Tesla Cybertruck, a picape elétrica projetada por Elon Musk.

Essa picape foi apresentada ainda em 2019 e chamou atenção de todos sendo bastante elogiada na imprensa norte-americana quando ela chegou às lojas. E não demorou para que ela se tornasse um objeto de desejo de várias pessoas.

Contudo, conforme as pessoas foram comprando a Cybertruck elas não ficaram tão satisfeitas assim com o veículo. Com isso, o pensamento lógico seria vender o carro. No entanto, no contrato de compra desse modelo existe uma cláusula bem interessante.

Revenda da Cybertruck

Olhar digital

Quando a picape finalmente começou a chegar aos seus compradores, relatos de insatisfação deles com relação à Cybertruck também começaram a ser feitos. Um exemplo foi o youtuber Tyler Hoover que mostrou no seu canal alguns pontos de ferrugem nas peças mecânicas da picape, como no centro das rodas, além de acabamento feito com plástico duro e lâminas afiadas de inox nas rebarbas.

Claro que essas coisas são problemas, ainda mais tendo Hoover pagado 100 mil dólares, cerca de 540 mil reais, para ser um dos primeiros donos da Cybertruck e agora ele quer se desafazer do veículo. No entanto, fazer isso não é uma coisa tão fácil. Até porque, de acordo com Hoover, o contrato feito pela Tesla impede que alguns donos se desfaçam do modelo durante o primeiro ano de compra.

Conforme uma cláusula nesse documento, todo o lucro da venda da Cybertruck fica com a Tesla ou o dono pode pagar uma multa de 50 mil dólares, equivalente a 272 mil reais.

Como se isso não bastasse, Hoover também pontuou que várias concessionárias não querem comprar a Cybertruck usada ou não aceitam o veículo como parte do pagamento. Isso é feito justamente por conta dessa cláusula “armadilha” no contrato.

Outro caso

Olhar digital

O youtuber não foi o único dono da picape que não ficou satisfeito com ela. Randon comprou a Cybertruck, mas depois viu que o modelo era grande demais para sua garagem. Por conta disso ele tentou devolver o veículo para a concessionária onde tinha feito a compra e esperando receber seu dinheiro de volta. Entretanto, a realidade não foi essa por conta de algo inesperado nos termos do contrato que ele assinou.

Quando Raddon foi ver quais eram as políticas de devolução da Tesla, ele descobriu que o que ele estava passando não era um dos requisitos que garantiam um reembolso de forma fácil. De acordo com o contrato, a devolução da Cybertruck iria ser tratada como uma venda. Por conta disso, poderiam acontecer multas pesadas e até mesmo futuras restrições na compra de modelos da empresa.

No caso de devolução, o contrato da Tesla é bem específico a respeito das condições para isso acontecer. De acordo com o documento, se o dono decidir vender a Cybertruck no primeiro ano depois que ele comprou, ele pode ter uma multa de até 50 mil dólares. Outro ponto é que existe um cláusula proibindo o comprador de comprar novos carros da marca se esse período inicial do acordo for quebrado.

Por conta dessa cláusula que restringe a compra, Raddon se viu em um impasse. Conforme ele explicou para a revista Business Insider, ele se sentiu injustiçado por ter que continuar com o carro que era fora do que ele precisava e não se adequava à sua vida.

Com isso, Raddon está considerando suas opções e está mais inclinado a continuar com a Cybertruck mesmo com os inconvenientes. Ainda de acordo com ele, essa flexibilidade nos termos de venda da Tesla foi bastante frustrante e não é um reflexo do espírito de serviço ao cliente.

Essa situação de Raddon trouxe à tona um ponto extremamente importante: a revisão meticulosa do contrato e das políticas de devolução antes de finalizar uma compra de algum carro high-tech.

Fonte: Olhar digital, Perfil

Imagens: Olhar digital

Estranha rocha de cor branca é encontrada em Marte pela 1ª vez

Artigo anterior

Estudo revela que sete grandes cidades brasileiras podem ser engolidas pelo Oceano

Próximo artigo