Notícias

DeLorean lança carro elétrico estilo “De volta para o futuro”

0

A DeLorean Motor Company possui uma grande fama mundial por causa da franquia “De volta para o futuro”. Nos filmes, o modelo DMC é retratado como uma máquina do tempo. A montadora americana aproveitou a nostalgia para apresentar o novo carro elétrico da marca, chamado de Alpha 5.

As imagens conceituais do carro estão disponíveis no site oficial da marca e para acessar o conteúdo, basta inserir o código “ALPHA 5”.

De acordo com a página oficial da DeLorean, o novo modelo é um cupê totalmente elétrico, que pode ir de 0 a 96,5 km/h em cerca de 2.99 segundos. O carro atinge uma velocidade máxima de 250km/h e sua bateria de 100 kWh tem autonomia de até 483 km.

Mesmo mantendo as portas que abrem para cima, no estilo “asa de gaivota”, o design do carro se assemelha aos modelos mais recentes, como o Tesla Model S, do que com o veículo dos filmes.

Design

Foto: Divulgação

O carro foi desenhado pelo estúdio italiano Italdesign. A empresa também é responsável pelo design de marcas como Lamborghini, Alfa Romeo e Volkswagen.

O interior do veículo também tem um design moderno, com uma tela que parece ser uma central de controle do veículo elétrico.

Além disso, o Alpha5 é baseado no conceito “Medusa”, o mesmo que a DeLorean trabalhava antes de declarar falência em 1982.

Foto: Divulgação

Nos filmes dirigidos por Robert Zemeckis, o DeLorean é apresentado em uma versão turbinada com plutônio e se torna uma máquina do tempo. O carro é um dos principais elementos das aventuras no tempo de “Doc” Brown (Christopher Lloyd) e seu pupilo Marty McFly (Michael J. Fox).

A versão física do Alpha 5 será apresentada ao público pela primeira vez no evento Concept Lawn, que acontece na Califórnia (EUA), no dia 18 de agosto. As pessoas que se interessarem pelo DeLorean podem se inscrever no site da marca para receber novidades. 

A montadora também informou que haverá uma edição especial do carro, exclusiva para pistas de corrida. Nesse modelo, serão produzidas apenas 88 unidades, em referência à velocidade necessária para o DeLorean viajar no tempo em “De volta para o futuro”. Já o carro para uso comum deve ter a produção iniciada em 2024.

Quem é DeLorean

Foto: Reprodução

A DeLorean foi fundada em 1978 por John Zachary DeLorean (1925 – 2005). O fundador da marca deixou o cargo de vice-presidente da General Motors para concretizar o sonho de construir seu próprio automóvel.

Para o criador da montadora, o primeiro modelo de sua própria companhia seria um “esportivo ético”, ao aliar desempenho, segurança e economia de combustível. Desenvolvido com aço inoxidável, desenhado por Giorgetto Giugiaro e projetado por Colin Chapman, o DMC-12 teve a sua primeira unidade saída da fábrica em Belfast, na Irlanda do Norte, em 21 de janeiro de 1981.

No entanto, apesar de ser genial no papel, o carro era problemático na vida real. Primeiramente, a carroceria era cara tanto para quem a produzia, quanto para o proprietário consertar, em caso de um eventual acidente. Além disso, as pesadas portas do tipo “asa de gaivota” eram incômodas para quem usava o carro no dia a dia. 

Por fim, o motor  2.8 V6, fruto de uma união entre Peugeot, Volvo e Renault, rendia apenas 145 cv, o que era pouco para um carro que custava US$ 25 mil. Em comparação, o Chevrolet Corvette, que possuía potência semelhante, custava US$ 18 mil.

Com o passar do tempo, os defeitos do carro foram se multiplicando, os desajustes de fábrica saíram do controle e as dívidas só aumentaram. No entanto, o fim só chegou após o envolvimento de John DeLorean em um esquema de tráfico de drogas. Ao todo, aproximadamente 8.500 unidades haviam sido fabricadas até 1982. 

Anos depois, o DMC-12 foi “resgatado” pela trilogia “De Volta Para O Futuro” (1985), que tornou o veículo um dos carros mais famosos da história do cinema.

Fonte: G1, Uol

Tutor leva cachorro para praça para brincar de balanço e viraliza

Matéria anterior

Existem massas disformes de tamanho continental no centro da Terra

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos