A Chapada dos Guimarães, que está localizada a 65 km de Cuiabá, é um dos locais mais esplêndidos do Brasil. Com suas enormes formações rochosas, mirantes e cachoeiras, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é também uma das principais atrações do Cerrado brasileiro.

O lugar, agora, está ainda mais bonito. Tudo isso, porque a presença de elefantas, no Santuário dos Elefantes, provocou um equilíbrio natural da flora e da fauna na região. De acordo com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), o local, atualmente, abriga quatro elefantas asiáticas. As elefantas receberam o nome de Maia, Rana, Ramba e Lady. Os animais foram resgatadas de circos, onde sofriam maus-tratos.

Santuário dos Elefantes

Publicidade
continue a leitura

Segundo publicação do G1, a instituição começou a operar no local há três anos. As áreas, antes utilizadas para pastagem, hoje, estão em plena regeneração e recomposição. Graças à presença das elefantas, a área vem se regenerando.

De acordo com especialistas da secretaria, com a reconstituição natural do Cerrado, a oferta de alimentos tem aumentado consideravelmente. Com isso, diversos tipos de animais estão, novamente, habitando o lugar. Muitos não eram vistos há anos, como, por exemplo, perdizes e antas.

Recentemente, a secretária estadual de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, realizou uma visita técnica. O objetivo era ver de perto todas as mudanças que vêm sendo ocasionadas na região. Após a visita, Lazzaretti destacou a importância de documentar todas as alterações. Os registros, assim, podem servir como fontes de pesquisas para universidades, ou como referência para futuros projetos.

As mudanças

Publicidade
continue a leitura

Além do alto índice de regeneração, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente constatou também marcas de patas de anta às margens de um riacho. As marcas compravam, segundo a Sema, a diversidade da fauna na região.

O Santuário possui licença de operação para abrigar até seis animais, em uma área de mais de 20 hectares. A permissão foi emitida pela Sema. No entanto, o santuário solicitou ao órgão, a ampliação da licença. Caso seja permitido, o Santuário poderá abrigar até 10 animais. O pedido, no momento, está sendo estudado pela secretaria.

O santuário em Chapada dos Guimarães é o único da América Latina. Ao todo, no mundo, existem apenas seis santuários. O Brasil foi um dos países escolhidos para a instalação do Santuário, devido a seu posicionamento geográfico e por ter arcabouço legislativo mais favorável.

Publicidade
continue a leitura

Para receber os elefantes de outros países na América Latina, é preciso seguir os critérios estabelecidos na Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção.

Lady, uma das elefantas que vivem no Santuário, chegou este ano, no mês de novembro. A elefanta teve que percorrer mais de 3 mil quilômetros. Segundo o G1, Lady estava em um zoológico em João Pessoa (PB). A elefanta tem cerca de 45 anos e passou a maior parte de sua vida em circos.

Já no primeiro dia, Lady demonstrou estar bem disposta e se acostumando à nova morada. A imponência natural da Chapada dos Guimarães justificou, em 1989, a criação do parque nacional que leva seu nome. Na área de conservação, fica a maior gruta de arenito do Brasil.

Publicado em: 29/12/19 13h12