Entenda como essa mulher foi presa por se casar com sua própria filha

POR Isabela Ferreira    EM Entretenimento      21/03/18 às 17h39

Embora estejamos vivendo momentos de debate, onde temas anteriormente considerados tabu entram em pauta, ainda é preciso avaliar certos casos com muito cuidado. Um deles é o que tange o incesto. Em termos técnicos, tal prática pode ser definida como o ato sexual ou casamento entre pessoas que possuam relações de consanguinidade... Ou seja, entre membros de uma mesma família. Este é um tipo de relacionamento proibido por lei.

No entanto, ignorando todas as informações disponíveis sobre o tema, Patrícia Ann Spann, de 45 anos, acabou se casando com a própria filha, Misty Velvet Dawn Spann, de 26. O evento aconteceu no estado norte americano de Oklahoma, em 2016, apenas 17 meses após a liberação do casamento entre pessoas do mesmo sexo. A mulher se declarou culpada e em seguida, foi condenada.

Entenda o caso

casamento

Patrícia já não tinha um bom relacionamento com os filhos desde muito cedo. Apenas para que você tenha ideia, ela chegou a perder a guarda deles. No entanto, se reencontrou com Misty no ano de 2014. Ela conta que as duas ficaram "muito próximas" depois de se encontrarem novamente e decidiram fazer algo em relação a isso. Segundo relatos de Misty, a mãe havia consultado "três advogados diferentes que disseram não haver problemas com o casamento".

Patrícia acreditava que se casar com a filha poderia ser legal perante a lei, visto que seu nome não estava mais listado como mãe biológica na certidão de nascimento de Misty, e que só haviam se reencontrado há 2 anos antes. A polícia do estado apenas descobriu a situação após ser alertada por um funcionário do Departamento de Serviços Humanos. Ele se deu conta da relação incestuosa após realizar uma investigação de bem-estar infantil.

Sob acordo judicial, a mulher foi condenada a dois anos de prisão, mais oito anos de liberdade condicional. Sem contar que também deverá pagar 300 dólares para o fundo de indenização de vítimas do estado, e ainda foi multada em 1.500 dólares. O casamento acabou sendo anulado em outubro do ano passado. O juiz ainda concluiu que Misty havia sido induzida pela mãe a entrar "por fraude" no casamento. Entretanto, ela ainda foi condenada a 10 anos de liberdade vigiada, sendo obrigada a receber apoio psicológico.

Casamento com outro filho

casamento

Durante as investigações do caso, a polícia ainda descobriu que a mulher anteriormente, já havia se casado com outro filho. Tudo aconteceu no ano de 2008, enquanto o garoto tinha apenas 18 anos. No entanto, um juiz anulou o casamento apenas 2 anos depois, a pedido do filho, por acusações de incesto.

A questão é que, segundo a lei estadual, o casamento com um parente próximo pode ser considerado incesto em qualquer ocasião, existindo relações sexuais ou não.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Via   News OK     BBC  
Imagens CheezBurger BK
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+