Curiosidades

Entenda o motivo e como aliviar cólicas extremas

0

menstruação é a descamação das paredes internas do útero quando não há fecundação. Em suma, essa descamação faz parte do ciclo reprodutivo da mulher, e acontece todo mês. O corpo feminino se prepara para a gravidez, e quando ela não ocorre, e endométrio se desprende.

Em suma, esse fenômeno biológico acontece a cada 28 dias. E com ele, ou antes dele, podem acontecer as cólicas menstruais. Elas atingem entre 16 e 91% das mulheres em idade reprodutiva.

Também se chama essa dor de dismenorreia primária, porque ela surge antes ou durante a menstruação e não é o resultado de uma doença ginecológica. As mulheres que estão mais propensas a terem essas cólicas são as que tendem a ter níveis elevados de prostaglandinas. Elas são substâncias inflamatórias produzidas pelo revestimento do útero e que causam contrações uterinas mais intensas do que o normal.

Embora isso seja uma coisa comum entre a maioria das mulheres, a intensidade da dor pode variar. Isso porque ela é proporcional a quantidade de prostaglandinas que são liberadas.

“Às vezes, é tão forte que muitas buscam por ajuda na emergência médica”, pontua Susan Logan, ginecologista e obstetra.

Cólicas

Colica 800x525, Fatos Desconhecidos

A especialista também diz que “os ciclos menstruais que não ocorrem ovulação, geralmente são menos dolorosos ou indolores”. O que quer dizer que algumas mulheres não ovulam todos os meses. E isso pode estar ligado a um nível alto de estresse ou outros problemas como hipotireoidismo.

Um ponto importante de se dizer é que esse tipo de cólica é diferente da dismenorreia secundária, que é causada por distúrbios reprodutivos, como por exemplo, endometriose, miomas, doença inflamatória pélvica e dispositivos anticoncepcionais intrauterinos. Nesse tipo de caso, o tratamento pode ser diferente. Por isso é imprescindível uma consulta ao ginecologista.

Por mais que se conheça a causa da dismenorreia primária, ou cólicas menstruais, ainda não existe um tratamento que seja totalmente eficaz. Existem apenas alguns métodos que aliviam as dores.

Dentre as fórmulas que podem ser usadas para aliviar essas cólicas as mais conhecidas, de acordo com a obstetra e ginecologista Tan Toh Lick, são paracetamol e ácido mefenâmico. Contudo, existem também os métodos naturais que também se mostram efetivos e parecem ter uma preferência maior.

O importante é ressaltar que antes de tomar qualquer medicamento ou fazer algum outro tipo de tratamento é preciso buscar ajuda de um médico especialista no assunto. Aqui mostramos algumas formas naturais para aliviar essas dores.

1 – Vitamina D

Colica1 1200x800, Fatos Desconhecidos

De acordo com alguns estudos, as mulheres que tem deficiência dessa vitamina podem fazer a reposição durante um período de oito semanas conforme os nível que ela precisa reabastecer. O objetivo disso é que diminua a intensidade da dor menstrual.

2 – Cálcio

Colica2 750x450, Fatos Desconhecidos

O cálcio está presente em vários alimentos. Como por exemplo, no leito e no queijo. Ele pode diminuir em até 58% as cólicas. Além disso, o risco de sobredosagem é baixo já que a dose diária que se recomenda é de cerca de 80 a mil miligramas.

No entanto, os especialistas alertam para evitar o uso do cálcio relacionado com o ferro e o zinco, com medicamentos para tireoide e alguns antibióticos.

3 – Magnésio

Colica3 660x500, Fatos Desconhecidos

O magnésio age como um relaxante muscular que consegue acalmar e tonificar os músculos uterinos. Isso diminui as prostaglandinas que causam a dor. Segundo recomenda a nutricionista Jaclyn Reutens, é bom tomar uma dosa diária de 250 a 350 miligramas de magnésio. Ela também recomenda relacioná-lo com vitamina B6 para que os resultados sejam potencializados.

4 – Ácidos graxos ômega 3

Colica4 500x328, Fatos Desconhecidos

Se conhece esse ácidos pelas suas propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a aliviar a dor. Os ácidos graxos ômega 3 também podem ajudar nos mecanismos de coagulação saudável e suprimir a produção de prostaglandinas.

A nutricionista indica tomar mil miligramas por dia para ajudar com as cólicas menstruais. E ela alerta para não associá-lo com anticoagulantes, medicamentos antiplaquetários ou qualquer outra coisa que tenha objetivo de afinar o sangue.

5 – Erva doce

Colica5 1280x854, Fatos Desconhecidos

As sementes de erva doce pode acalmar os músculos e servir como um alívio das cólicas menstruais. Segundo o nutricionista Caleb Mok, um estudo mostrou qu o consumo de cápsulas de 30 miligramas de extrato de erva doce quatro vezes por dia, durante três dias antes do começo da menstruação, pode diminuir de forma significativa a dor.

6 – Gengibre

Colica6 1200x700, Fatos Desconhecidos

Se usa muito o gengibre para ajudar a diminuir e aliviar as cólicas menstruais. Ele é usado porque é rico em fitoquímicos anti-inflamatórios e antioxidantes que ajudam no combate e da inflamação. E também equilibram as causas da dor.

7 curiosidades sobre ”Titanic” que você provavelmente não sabia

Matéria anterior

A ciência dos sonhos recorrentes é bem mais fascinante do que se imagina

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos