Curiosidades

Menstruar não é mais uma coisa necessária

0

menstruação é a descamação das paredes internas do útero quando não há fecundação. Essa descamação faz parte do ciclo reprodutivo da mulher, e acontece todo mês. O corpo feminino se prepara para a gravidez, e quando ela não ocorre, e endométrio se desprende.

Esse fenômeno biológico acontece a cada 28 dias. Mas não dá para simplesmente prever o começo do processo. É comum, para falar a verdade, que a menstruação comece mais cedo ou mais tarde do que isso, variando do dia 21 ao dia 40. A menstruação pode durar entre três e oito dias, mas é comumente delimitada em cinco dias.

sangramento tende a ser mais intenso nas primeiras 48 horas do ciclo menstrual. Quando tudo estiver mais concentrado, o sangue, provavelmente, ficará vermelho. Nos dias mais leves, essa coloração pode mudar e pode ser rosa, marrom ou preta. Em média, é possível perder cerca de 30 a 72 mililitros de sangue, o equivalente entre cinco e 12 colheres de chá, durante o período menstrual.

Atualmente, a menstruação pode ser considerada um processo eletivo do corpo da mulher. Já que os médicos dão a possibilidade de parar a menstruação por completo, que é conhecido como amenorreia, para pacientes a partir dos 14 ou 15 anos.

“Uma vez que suas menstruações sejam estabelecidas, podemos desativá-las. Agora, temos a tecnologia para tornar as menstruações opcionais”, disse Sophia Yen, professora de pediatria da Stanford Medical School.

Menstruar é uma coisa dolorosa e cara. Na vida de uma mulher, ela passa em média 2,3 mil dias menstruada. E parar de menstruar, diminui o risco de anemia, dor, além de ser um gasto a menos com absorventes e remédios para cólicas.

Parar a menstruação

Uma das formas de parar a menstruação é usar um DIU (dispositivo intra-uterino) hormonal. O vantajoso de usá-lo é que o hormônio não é sistêmico, então ele não age no corpo todo. Age somente na região do útero.

E se uma mulher não estiver tentando engravidar não existe necessidade médica para ela menstruar. A menstruação é uma preparação para a gravidez por conta do espessamento do revestimento uterino. Ela age como se o ninho estivesse recebendo um forro para receber delicados ovos.

O hormônio não deixa que esse acúmulo aconteça. E várias mulheres que usam DIUs hormonais, pílulas, injeções, implantes, adesivos ou anéis vaginais tem uma menstruação mais leve ou então nenhuma.

E diferentes produtos tem diferentes eficácias quando o assunto é parar a menstruação. O  DIU Liletta para 40% da menstruação. O Medroxiprogesterona, a cada três meses, teve uma porcentagem de 50%. E no segundo ano tomando ele, 70%. E algumas pilulas, adesivos e anéis tem taxas perto de 100%.

É saudável?

Segundo associações de médicos obstetras e ginecologistas, já faz mais de uma década que é sim seguro tentar diminuir ou eliminar a menstruação. Seja o motivo por escolhas pessoais ou então  por motivos médicos.

Uma pesquisa de 2013 feita nas Américas e na Europa perguntou para quatro mil mulheres se elas sabiam que era seguro tentar eliminar ou diminuir a menstruação. Como resultado eles viram que 10% das mulheres já faziam isso, mas apenas um terço sabia que era possível.

A realidade é que se uma mulher estiver fora do período de dois anos depois da sua primeira menstruação e não querer engravidar ela não precisa menstruar.  O que seria aproximadamente 28 menstruações ao longo da vida, ao invés de centenas delas.

Em estudos recentes pesquisadores descobriram que a maioria das mulheres achou a ideia de não menstruar estranha. E várias desconfiavam de anúncios da indústria farmacêutica que colocava a supressão da menstruação como uma opção de estilo de vida.

E isso é real. E muitas mulheres levam tempo para se adaptar a não menstruar, já que desde pequenas aprendem que sangrar todo mês é uma coisa natural. Mas parar a menstruação não tem risco de aumento de infertilidade, não tem diminuição na densidade óssea e a mulher não se encherá de sangue menstrual preso.

Novo filme da franquia It pode estar em desenvolvimento

Matéria anterior

Esse homem organizou uma partida de futebol entre quem não estava infectado e quem estava com Covid-19

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar