• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Entenda porque alguns médicos estão escrevendo dois nomes em suas toucas

POR Cristyele Oliveira    EM Compartilhando coisa boa      13/03/19 às 14h59

No primeiro instante, pode parecer algo muito estranho e sem nenhum sentido, mas a iniciativa de um anestesista tem melhorado consideravelmente a segurança em centros cirúrgicos. Tudo começou, quando o australiano Rob Hackett chegou no centro cirúrgico do hospital em que trabalha como anestesista, usando uma touca cirúrgica com duas palavras escritas em letra maiúsculas: "ROB" e "ANESTESISTA".

A atitude incomum gerou indagações e até mesmo chacota dos profissionais mais experientes, que o questionaram. "Você não se lembra do seu próprio nome?". Mas Rob tinha uma boa razão para estar usando uma touca com o seu nome e a sua função no trabalho. Com isso, ele tinha a intenção de evitar confusões em momentos de estresse e emergências durante os procedimentos cirúrgicos.

Segurança nos centros cirúrgicos

"Em uma parada cardíaca em um centro cirúrgico com cerca de 20 pessoas, eu tive dificuldade para pedir que alguém me passasse algumas luvas porque a pessoa para quem eu estava apontando pensou que eu estava apontado para a pessoa que estava atrás dela", conta Hackett sobre o momento em que ele teve a ideia de usar o nome como forma de identificação. "É muito mais fácil coordenar as coisas quando você sabe o nome de todos".

Um dos procedimentos exigidos em todas as cirurgias de todos os hospitais do mundo é o ato de solicitar que a equipe médica deva se apresente antes de dar início ao procedimento. Algo que raramente acontece, e isso fica ainda mais complicado quando se trata de lembrar o nome de novos membros da equipe.

Geralmente, em uma cirurgia comum, pode-se contar com cerca de 20 profissionais, entre instrumentadores, circulantes, cirurgiões e anestesista. Por questões de higiene, todos eles usam máscara, touca, avental e outros itens de proteção. Nesse cenário, fica difícil diferenciar um do outro, prejudicando uma boa comunicação e o trabalho em equipe.

"O #DesafioDaToucaDeCirurgia é uma iniciativa da Rede de Segurança de Pacientes em resposta a preocupações sobre como erros facilmente evitáveis e comunicação ruim que estão contribuindo para o aumento de eventos adversos em nossos pacientes", esclareceu Hackett.

Resultado

E a simples atitude, pode trazer muitos resultados positivos. Segundo Rob, estudos nos Estados Unidos e no Reino Unido demonstram que a ideia pode reduzir erros humanos nos cuidados médicos. "Estudos do Reino Unido mostraram aumento da lembrança do nome da equipe de 42 para 85%, e aumento de apresentações durante o checklist cirúrgico de segurança de 38 para 90%. Simulações na Universidade Stanford nos EUA demonstrou grande aumento de eficiência de comunicação".

E além de facilitar o trabalho dos médicos, a identificação da equipe cirúrgica também reflete nos pacientes, que se sentem mais seguros ao identificarem as pessoas ao seu redor.

Outro fator positivo da ideia é a economia financeira e também ao meio ambiente. O modelo de touca com o nome impresso ou bordado é de tecido, ou seja, pode ser reutilizado. Dessa foram, a equipe poderia trocar as toucas descartáveis por estas, duráveis.

"Um hospital com 20 centros cirúrgicos vai descartar mais de 100 mil toucas todo ano. Essas toucas são feitas de viscose, uma substância cuja produção é particularmente prejudicial ao meio ambiente", explica Hackett.

E você, o que achou dessa ideia? Conta para a gente nos comentários.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Via   Hypescience  
Imagens Hypescience
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+