Entenda porque tomar banho todos os dias pode fazer mal

POR Isabela Ferreira    EM Ciência e Tecnologia      09/10/17 às 19h49

O banho é algo relativo a cada cultura. Nós aqui do ocidente temos a mania de tomar banho todos o dias, sendo que algumas pessoas ainda fazem isso por mais vezes. No entanto, é comum que pessoas do oriente passem mais de um dia sem tomar uma boa ducha. No fim das contas, o clima tem muito a ver com esse fator. Enquanto vivemos em um país tropical e de altas temperaturas, é bem difícil se imaginar mais de um dia sem "ver a cor da água".

Em países de clima frio é bastante comum tomar banho uma ou duas vezes na semana, já imaginou? Bom, a verdade é que realmente deve ser difícil tirar a roupa e se colocar de baixo da água em temperaturas muito baixas... Vamos dar um desconto! O fato é que passar um dia sem se banhar não é realmente o fim do mundo. Inclusive, de acordo com um estudo, tomar banho todos os dias pode sim fazer mal!

O excesso de banho pode ser prejudicial à sua pele

O estudo que foi realizado pelo Centro de Ciências Genéticas, da Universidade de Utah, revelou dados impressionantes. Você já ouviu falar do microbioma humano? Trata-se de um conjunto de microrganismos e bactérias benéficas que habitam nosso corpo e a superfície da pele.

São responsáveis por melhorar nossa imunidade, digestão, e até mesmo a atividade cerebral! São extremamente importantes para nossa saúde. Se por alguma razão fossem eliminados ou danificados, sofreríamos com sérios problemas.

Mas por que falar disso? Bom, apenas porque alguns indícios bem convincentes apontam que tomar banho todos os dias pode ser prejudicial ao nosso microbioma, pois danifica a camada superior da pele. Um estudo realizado na Amazônia, com o povo da aldeia Yanomami, mostrou que seus habitantes possuem uma comunidade de micróbios benéficos muito mais rica em sua pele, possuindo também a "maior diversidade de bactérias e funções genéticas já relatadas em um grupo humano". Por sinal, eles não se banham todos os dias.

O estudo ainda revelou que o grupo tem maior resistência antibiótica, embora não tenham de fato um contato com antibióticos. As pesquisas são capazes de nos mostrar que o excesso de banho pode nos fazer mal, mas em contrapartida, não estabelece uma quantidade ideal de chuveiradas que devemos tomar. O fato é que o uso de sabonetes e shampoos diariamente pode comprometer a estabilidade de nosso microbioma.

Para você ter ideia, o aparecimentos de espinhas pode estar ligado a uma ruptura no microbioma. De acordo com uma pesquisa divulgada em 2014, as bactérias responsáveis por metabolizar a amônia (um dos principais compostos do suor) podem ser capazes de melhorar a saúde de nossa pele, podendo até mesmo ser utilizadas em tratamentos para distúrbios de pele.

Então é realmente mais saudável ficar sem tomar banho?

Bom, vamos por partes. Assim como já mencionamos, não existe uma pesquisa que mostre a quantidade ideal de banhos que devemos tomar. No entanto, também seria impossível viver sem tomá-los. Ao mesmo tempo que nosso microbioma é fundamental, algumas das bactérias ali presentes também liberam excrementos que provocam odor.

Conviver com alguém que não toma banho pode não ser saudável para seu nariz! Se quiser diminuir suas chuveiradas, ou eliminá-las por completo, também é uma boa ideia começar a viver isolado...

Bom, o fato é que nenhum caso de morte por excesso de banho foi registrado. Não dá pra usar a pesquisa como álibi pra parar de tomar banho! No entanto, os resultados apontados por ela são reais. O melhor que podemos fazer é continuar tomando banho apenas uma vez por dia e tentar se livrar da água quente. Ela é uma das principais causas da alteração no microbioma, bem como as intensas esfregadas com sabão.

E então pessoal, o que acharam? Já sabiam que o excesso de banho pode acabar fazendo mal? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+