Curiosidades

Essa caverna fechada por 40 mil anos pode ter sido o esconderijo dos últimos neandertais

0

Em suma, a arqueologia e ciência sempre andam juntas para descobrir nossas reais origens, como o mundo era antigamente, como era sua vegetação, como, porque e quando as espécies tiveram seu fim, entre outras coisas. Ademais, parece que sempre que se julga saber “com certeza” alguma coisa, uma nova descoberta surge e muda tudo.

Se sabe que o ser humano moderno teve vários ancestrais até chegar onde está hoje. Contudo, cada descoberta mostra que os arqueólogos não sabem tudo sobre o nosso passado.

Descoberta

Ademais, algumas descobertas podem acabar revelando outras coisas. Como por exemplo, essa câmara de caverna selada por areia por aproximadamente 40 mil anos que foi descoberta na caverna Vanguard em Gibraltar. E ela pode revelar mais a respeito dos neandertais que viveram na área nessa época.

“Dado que a areia que vedava a câmara tinha 40.000 anos e que a câmara era, portanto, mais velha, devem ter sido os Neandertais, que viveram na Eurásia de cerca de 200.000 a 40.000 anos atrás e provavelmente usavam a caverna”, disse Clive Finlayson, diretor do Museu Nacional de Gibraltar.

Enquanto Finlayson e sua equipe estavam estudando a caverna, no mês passado, eles descobriram essa área oca. Eles escalaram a região e viram que ela tinha 13 metros de comprimento, com estalactites penduradas, como pedaços de gelo, no teto da câmara.

Além disso, os pesquisadores também encontraram na superfície da câmara da caverna restos de linces, hienas e grifos. Isso não foi tudo. Eles também encontraram um grande búzio, um tipo de caracol marinho que provavelmente algum neandertal levou para dentro da câmara.

Possibilidades

Os pesquisadores estão muito animados com o que poderão encontrar na caverna assim que começarem a escavar. Segundo Finlayson, é provável que a equipe descubra sepulturas de neandertais.

“Encontramos o dente de leite de um Neandertal de quatro anos perto da câmara há quatro anos. O dente estava associado a hienas, e suspeitamos que as hienas trouxeram a criança, que provavelmente estava morta, para a caverna”, disse Finlayson.

Nesse complexo de cavernas chamado Complexo das Cavernas de Gorham, os pesquisadores descobriram várias evidências da presença dos neandertais. Como por exemplo, uma escultura que pode ter sido uma das primeiras obras de arte neandertal.

Observações

As descobertas também sugerem que, nesse sistema de cavernas, os parentes extintos mais próximos de nós massacraram focas, arrancaram penas de aves de rapina para usar como ornamentos e que eles também usavam ferramentas.

Os pesquisadores pensam  que esse sistema de cavernas pode ter sido um dos últimos lugares onde os neandertais viveram antes da sua extinção. Isso deve ter acontecido há cerca de 40 mil anos.

Fonte: https://www.sciencealert.com/cave-sealed-by-sand-for-40-000-years-could-be-a-hideout-of-the-last-of-the-neanderthals

Gêmeos idênticos parecem ter uma assinatura química escondida em seus DNAs

Matéria anterior

Segundo novo estudo não existe limite teórico para a expectativa de vida humana

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos